Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Opinião
Segunda - 21 de Junho de 2021 às 06:19
Por: Wilson Carlos Soares Fuáh

    Imprimir


Ao comprometermos com algo infinitamente superior as nossas forças, a possibilidade de desistência é enorme, mas é importante adotar o prazer pela realização, antes que as renúncias tomem conta das nossas vontades.

Ao envolvermos com um projeto não sabemos onde vamos chegar, mas na sequência, adquirimos o faculdade de saber que tudo aquilo que não nos interessa mais, deve ser abandonado a cada faxina existencial e essa limpeza da alma deve acontecer ao completar anos existenciais.

Para estabelecer um comportamento apropriado, faz parte do primeiro capítulo os inevitáveis obstáculos, cada um com as suas dificuldades, por isso, não devemos usar tudo que acontece de ruim como desculpa para ser agressivo ou decidir por impulsos, só sabemos que estamos preparados quando sairmos dos sonhos e iniciar a instalar a realidade, no momento em o planejamento e metas estiver plenamente determinado e concluído, fazendo com que, torne fatos objetivos, pois tudo aquilo que acreditamos, faz com que a força de tudo que acreditamos, seja fortificado no poder das realizações.

Às vezes é complicado entender como certos sacrifícios e privações são imprescindíveis para que possamos conceber os projetos em busca dos nossos objetivos, mas depois dos primeiros passos temos que entender que os nossos sonhos provocam imposições em forma de mudanças, e que levará ao crescimento, e só assim, poderemos entender o que é verdadeiramente o nosso objetivo de vida e a necessidade de conquista que trazemos dentro de nós mesmo.

Cada evolução provoca mudanças, e essas mudanças provocam transformações dentro de nós, e para aqueles que não desistem nunca, a realização do sonho passa a ser apenas um detalhe evolutivo em nossas vidas, porque somos um pouco de tudo, tudo que vamos escolhendo ao longo dos estágios da vida.

Os sonhos viram realidades quando a nossa mente e o nosso coração estabelecem regras para serem compridas durante a peregrinação pela vida, ao idealizar os objetivos em nossas mentes e constituirmos todas as nossas ações baseadas na capacidade de entendimento, sabendo que o mundo dos nossos desejos pode até ser maior do que imaginamos, mas mesmo assim, embora possamos dar algumas mancadas de um lado, sempre haverá compensação de outro, pois para equilibrar as nossas vidas, temos que vivenciar tudo que for necessário em busca da nossa felicidade, pois se não existe trilhas temos que fazer uma, o importante é não ficar parado esperando que as trilhas se façam sozinhas ou que alguém viva a sua vida por nós.

Econ. Wilson Carlos Soares Fuáh – É Especialista em Recursos Humanos e Relações Sociais e Políticas.

Fale com o Autor: wilsonfua@gmail.com



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://www.reporternews.com.br/artigo/3858/visualizar/