Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Politica Brasil
Sábado - 24 de Outubro de 2009 às 08:23
Por: Patrícia Sanches

    Imprimir


Após uma longa conversa com o governador Blairo Maggi (PR) nesta sexta, o senador Jayme Campos (DEM) disse, numa referência à política de alianças visando o pleito majoritário de 2010, que “está na roça quem fechar as portas agora”. Ele não descartou a possibilidade de continuar na base do governo Maggi, desde que o assunto seja debatido e que o grupo não feche os nomes dos candidatos dentro de uma “sala com ar condicionado”. “Eu disse a Maggi que eu sou candidato ao governo e que estou procurando alcançar o meu espaço”, diz o ex-governador.

Jayme se mostra empolgado com apoio a sua pré-candidatura do presidente da Assembleia, deputado José Riva (PP). “Ele (Riva) tem dito que se eu for candidato vai se empenhar pela minha candidatura. Sou muito grato e fico feliz”, destacou o cacique democrata, em entrevista ao RDNews. O senador lembra que nunca perdeu nenhuma das cinco eleições que disputou porque, segundo ele, "ouve o povo e faz pesquisas". “Faço campanha ouvindo o povo e, por isso, nunca perdi”, avalia. Jayme foi prefeito de Várzea Grande por três mandatos, governador e desde 2007 exerce mandato de senador.

Ainda segundo o parlamentar, novos resultados de pesquisas ficam prontos nos próximos dias. Os dados serão espécie de termômetros para medir sua popularidade e indicativos se deve avançar ou recuar sobre a corrida ao Palácio Paiaguás. “Assim começo a definir o meu futuro político”. Jayme Campos enfatiza que nacionalmente o DEM está coligado com o PSDB e que existe uma tendência parecida. “Firmei um acordo com Wilson (Santos), prefeito de Cuiabá, de quem estiver melhor sair candidato”, afirmou Jayme, que acende uma vela para Deus e outra para o Diabo.

José Riva, que acompanha a comitiva liderada pelo governador, adiantou que, pessoalmente, pretende aderir ao nome de Jayme para governador. “Se ele (Jayme) for candidato, eu pessoalmente vou trabalhar pela sua candidatura”. Riva pondera que caberá ao PP definir aliança mais para frente. “Acho que isso só será definido após o Carnaval de 2010, por enquanto, o que há são apenas especulações”, diz o deputado que deve concorrer ao quinto mandato, após ensaiar projeto majoritário.

José Riva ressaltou também que não possui relações políticas com o PSDB, mas que isso não significa que elas não possam ser formadas. Em cima do muro, o deputado afirma que ele próprio não sabe qual cargo eletivo disputará e que vai debater o assunto com a população e com os outros membros do partido. “Como não definimos isso também não escolhemos em qual arco de alianças vamos ficar”, ponderou. Riva destaca que o governador lhe pediu apoio. “Eu disse a ele (Maggi) que existem grandes chances de continuarmos na aliança”, pondera.





Fonte: RD News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://www.reporternews.com.br/noticia/152418/visualizar/