Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Cidades/Geral
Segunda - 13 de Agosto de 2007 às 06:29
Por: Angela Fogaça

    Imprimir


A estimativa anterior do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que Nova Mutum teria 19,1 mil habitantes, já foi superada pelo novo censo. A informação é da coordenadora Niucéia Correa, que destacou ainda ser praticamente certeza que o município vai ultrapassar 20 mil habitantes. Segundo ela, cerca de 95% dos moradores já responderam à pesquisa. "Falta cerca de 300 domicílios que estão sempre fechados quando os recenseadores chegam", explicou.

A coleta de dados já foi prorrogada e o prazo vence nesta quarta-feira. O município iniciou o censo com 14 recenseadores mas, no momento, conta com 9. A equipe encontrou algumas dificuldades com moradores que não quiseram responder, outros que trabalham o dia todo e não são localizados nas residências. "Identificamos onde alguns trabalham, pegamos autorização e vamos até a empresa para ouvi-los", afirmou.

De acordo com Niucéia, em 915 casas no perímetro urbano os moradores ainda não foram localizados. 30% desse total está no bairro Colina II. Nos bairros Parque do Sol, Jardim Imperial, Jardim e centro a equipe também está encontrando dificuldades. Na zona rural o trabalho está concentrado no assentamento Pontal do Marape. Falta ainda levantar dados no assentamento Ribeirão Grande.

Na última estimativa divulgada pelo IBGE, no ano passado, Nova Mutum apareceu com 19.178 habitantes, número este que a administração pública estima ser maior. Até a última semana, já haviam sido recenseados 16.330 habitantes. “Levando em consideração as unidades que ainda precisam ser visitadas é possível que esse número ultrapasse 20 mil habitantes”, disse Niucéia.

Segundo ela, hoje à noite haverá reunião na câmara com a comissão censitária e a sociedade para apresentar um balanço dos trabalhos realizados até agora.

“Quem ainda não recebeu a visita pode entrar em contato através do telefone 8409-9264 e agendar a visita, ou então passar diretamente no SAAE, onde a base do IBGE está localizada, para prestar as informações”, explicou. O levantamento de dados já foi concluído em quase todo o Nortão. Em algumas cidades, a contagem deve corrigir números defasados, já que o último censo foi realizado em 2000. No ano passado, Sorriso apareceu com 50.613, Alta Floresta com 47.281, Lucas do Rio Verde com 28.646 e, Guarantã do Norte, com 33.791. Alta Floresta espera que ultrapasse 50 mil, assim como Sorriso, que contestou os dados do instituto.

Por meio destes números, o Governo Federal define a distribuição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Composto de 22,5% da arrecadação do Imposto de Renda e do Imposto sobre Produtos Industrializados, a distribuição dos recursos é feita de acordo com o total de habitantes de cada cidade. O censo está sendo realizado em todos os municípios brasileiros com até 170 mil habitantes. Em Mato Grosso, ficaram de fora somente Cuiabá, Rondonópolis e Várzea Grande.





Fonte: Só Notícias

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://www.reporternews.com.br/noticia/212118/visualizar/