Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Judiciário e Ministério Público
Terça - 02 de Março de 2021 às 09:45
Por: Bruna Barbosa/Mídia News

    Imprimir


Arquivo/MidiaNews
O delegado Flávio Stringueta, que deixou a GCCO após publicação de artigo
O delegado Flávio Stringueta, que deixou a GCCO após publicação de artigo

O delegado Flávio Stringueta foi exonerado da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) da Polícia Civil nesta segunda-feira (1º). O afastamento aconteceu após o delegado publicar um artigo com críticas ao Ministério Público Estadual (MPE).

No texto, Stringueta afirmava não existir "instituição mais imoral que o MPE-MT". Conforme apurou o MidiaNews, o delegado foi informado sobre a decisão, que passa pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), na tarde desta segunda (1º).

Em seu artigo, o delegado escreveu também sobre a compra de smartphones de última geração para os promotores de Justiça. Para ele, a notícia é uma "vergonha nacional".

"O que se esperaria dos promotores, ou seus líderes, ou do inconsequente idealizador desse absurdo? Que não tivessem feito. E, como já tinham feito, que pedissem desculpas à sociedade pelo erro e sumissem de cena. Mas não. Continuaram. Irão receber os tais aparelhos, como se não tivessem condições de ter algo assim para trabalhar e se comunicar. Uma juíza assim autorizou".

Ele ainda criticou que professores e estudantes não receberam o benefício do poder público, questionando a ética dos promotores.

"Por que, nobres representantes do MPE MT, os professores não receberam equipamentos mínimos para instruírem seus filhos? Por que nenhum de vocês se insurgiu contra o poder público para exigir algo parecido para a instrução dos seus filhos e dos demais estudantes do nosso estado? Vocês acham que foram, e são, éticos?"

Ainda não há informações sobre onde Stringueta deve atuar, já a retirada ainda não foi oficializada.

A reportagem procurou a assessoria de imprensa da Polícia Civil, mas não obteve retorno até a publicação.

Leia AQUI o artigo.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://www.reporternews.com.br/noticia/440937/visualizar/