Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Internacional
Quinta - 16 de Setembro de 2010 às 16:35

    Imprimir


Um homem não identificado invadiu o hospital Jonhs Hopkins, em Baltimore, nos EUA, e após se isolar numa barricada por quatro horas, abriu fogo no oitavo andar da instituição, matando sua própria mãe e ferindo um médico antes de se matar, diz o jornal "Baltimore Sun".

Uma enfermeira que estava no andar no momento do ataque disse que o criminoso parecia enfurecido com o tratamento médico recebido por sua mãe. Segundo ela, ele ameaçara pular da janela.

De acordo com Anthony Gugliemi, porta-voz da polícia local, o médico foi atingido no abdômen e está sendo operado, mas não corre risco de vida.

Mais cedo o porta-voz já tinha informado que o hospital estava sendo esvaziado e alertas de emergência haviam sido enviados aos funcionários.

Algumas partes do prédio, que faz parte de um complexo com outros edifícios, foram bloqueadas.

"Como precaução, o hospital Johns Hopkins temporariamente restringiu o acesso ao principal prédio do hospital após relatos nesta manhã de distúrbios e um possível tiroteio em um dos andares", afirmou a instituição, em comunicado.

"Policiais municipais e seguranças do Hopkins estão no local e pedem a funcionários, visitantes, pacientes e voluntários que fiquem em suas salas com a porta trancada, se possível, até segundo aviso".

A polícia fechou ainda o acesso a várias ruas que levam à região da Broadway, East Monument e North Wolfe. Unidades da polícia e da Swat já estão no local.

O "Los Angeles Times" afirma ainda que o médico, cujo nome não foi revelado, está em condição crítica. O jornal afirma ainda que há relatos não confirmados de que o atirador fez um parente refém. 






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/115262/visualizar/