Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Saúde
Sexta - 31 de Outubro de 2008 às 14:43
Por: Jesiel Pinto

    Imprimir


Dados parciais da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de Saúde indicam que Mato Grosso já vacinou 1.327.985 pessoas contra a Rubéola, na campanha contra a doença, alcançando o índice de 90.17% de cobertura vacinal. Das pessoas vacinadas 654.516 (87.83%) são homens e 673. 564 (92.59%) são mulheres.

Rondonópolis vacinou 86.071 habitantes, com índice de cobertura vacinal de 98.96%, sendo 39.426 homens (91.06%) e 46.645 mulheres (106.80%).

Várzea Grande vacinou 111.874 habitantes, com cobertura de 82.35%, sendo 53.513 (79.64%) homens e 58.361 (84.99%) mulheres.

Já a capital do Estado, Cuiabá, vacinou 234.821 habitantes, alcançando índice de cobertura vacinal de 82.72%. Desse número 115.383 (84.10%) vacinados são homens e 119. 438 (81.93%) são mulheres.

Dos 141 municípios de Mato Grosso 88 já alcançaram (alguns ultrapassaram) o índice recomendado pelo Ministério da Saúde, de 95% de cobertura vacinal contra a Rubéola.

A Campanha de Vacinação contra a Rubéola, de Mato Grosso, está programada para ser encerrada hoje, mas já existe entendimento com o Ministério da Saúde na tomada de decisão para mais uma prorrogação, sendo que a Secretaria de Estado de Saúde terá uma posição oficial sobre o assunto no decorrer da semana.

O responsável pela monitoração do Programa Nacional de Imunização (PNI/SES), José Mário Miranda, informou aos municípios que “devem continuar passando os dados da vacinação para o PNI (via planilha de computador) na busca de que todos possam alcançar a cobertura preconizada pelo Ministério da Saúde”.

As vacinas contra a Rubéola continuarão sendo disponibilizadas em todos os postos de vacinação do Estado e a instrução é de que todos continuem recorrendo a esses postos para receberem a sua dose pessoal de imunização.

Já os municípios que ainda não atingiram o mínimo recomendado pelo Ministério da Saúde, que é de 95%, devem continuar adotando suas estratégias na busca ativa dessas pessoas que ainda não vacinaram.

“A meta do Estado é persistir na busca dos não vacinados e cumprir o índice desejável. Mato Grosso, em todas as campanhas, alcança os índices. Esta campanha é a mais difícil de todas visto que a população a ser vacinada é adulta, dentro da faixa etária de 12 a 39 anos, não tem costume de ir aos Postos de Saúde. Esse desafio é do Brasil, e também de Mato Grosso, mas pode ser vencido com a manutenção dos esforços da vacinação de cada município do Estado de Mato Grosso”, disse o representante da Organização Pan Americana de Saúde, Jorge Medrano, lembrando que “esse desafio da eliminação é de todos os países das Américas”.





Fonte: SES-MT

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/170427/visualizar/