Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Policia MT
Quinta - 16 de Maio de 2013 às 13:45
Por: Alexandre Alves

    Imprimir


MT Notícias
Viúva confessou que pagou R$ 2 mil para homem matar o marido; pai dela (à esquerda) seria cúmplice
Viúva confessou que pagou R$ 2 mil para homem matar o marido; pai dela (à esquerda) seria cúmplice
A Polícia Civil de Sorriso (412 km de Cuiabá) cumpriu, nesta quarta-feira à tarde, cinco mandados de prisão preventiva contra pessoas acusadas de tramar e executar o assassinato do empresário Diego Jesus Ferreira da Silva, de 31 anos, ocorrido em 23 de novembro de 2012.

 
 
Foram presos a esposa de Diego, Cátia Dalapria – acusada de mandar matar o marido; o pai de Cátia, Pascoal Dalápria; Idenir Lourenço Junior e Letícia Carnieletto Alves. O outro mandado foi cumprido no Centro de Ressocialização de Sorriso, já que o acusado de ser o executor dos tiros, Maikon Rodrigues da Silva, já estava preso.


 
 
A viúva já havia confessado, em depoimento ao delegado de Polícia Civil de Thiago Damasceno, ter encomendado a morte do próprio esposo. Ela pagou R$ 2 mil para o jovem de 21 anos que assassinou Diego. “Os detalhes que ela passou, que só uma pessoa envolvida no crime poderia saber, confirma a versão que a gente já vinha investigando, de ela ser a mandante do crime”, comentou Thiago.

 
 
Cátia contou ao delegado, por exemplo, que ligou uma hora antes do assassinato, para o executor do crime, informando que o esposo estava sozinho em casa. Ela alegou que mandou matar o marido porque estaria sofrendo agressões físicas e psicológicas constantemente. 


 
 
Porém, no depoimento, ela tentou inocentar o pai e uma sobrinha investigados pelo crime. Mas a versão dela não convenceu o delegado que, a partir dos fatos apurados, decidiu pedir a prisão dos cinco envolvidos.

 
 
O acusado de ser o executor negou, em dois depoimentos, ter cometido o assassinato.

 
 
O crime:


 
O empresário levou pelo menos quatro tiros, bem como algumas facadas, segundos dados da perícia. Segundo a polícia, há indícios que a vítima tenha entrado em luta corporal com o autor dos disparos. No momento em que morreu, ele estava dentro do banheiro.

 
 
Testemunhas disseram à Polícia que dois homens, em uma moto, estiveram na casa de Diego na noite do crime.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/20026/visualizar/