Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Tecnologia
Sexta - 08 de Junho de 2007 às 17:54

    Imprimir


Os consumidores estariam dispostos a pagar mais pelas mercadorias que compram on-line em troca da proteção de sua privacidade. A conclusão é de um estudo da Universidade Carnegie Mellon.

A pesquisa, apresentada no congresso "Economics of Information Security", estudou os hábitos de um grupo de consumidores de 18 a 71 anos que compraram produtos usando a ferramenta PrivacyFinder.org, que classifica sites em função do respeito à privacidade dos usuários.

Os pesquisadores do Carnegie Mellon Usable Privacy and Security Lab (cuja sigla em inglês é Cups) descobriram que os usuários estão dispostos a pagar até US$ 0,60 a mais a cada US$ 15 comprados para proteger sua privacidade.

"Há muitos estudos que dizem que as pessoas não se preocupam com sua privacidade, que estão dispostos a perdê-la em troca de preços mais baratos", declarou Lorrie Cranor, diretora da Cups. "No entanto, confirmamos a hipótese de que os usuários se importam com sua privacidade e estão dispostos a pagar por ela", declarou Cranor.

Na esteira das ferramentas relacionadas à segurança, a VeriSign, lançou recentemente uma ferramenta que muda a cor do navegador de acordo com a privacidade oferecida por cada site.





Fonte: EFE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/222857/visualizar/