Repórter News - www.reporternews.com.br
Cidades/Geral
Sexta - 27 de Outubro de 2006 às 06:44
Por: Paulo Mimosso

    Imprimir


Mesmo administrando um orçamento aproximado de R$ 5 milhões por mês, o prefeito de Sorriso, Dilceu Rossato (PPS), está sendo “malhado” pela população por não estar se empenhando para atrair investimentos para o município. Com a crise no campo, aumentou gradativamente o desemprego no município e milhares de pessoas estão sem o que fazer. Centenas de famílias estão indo embora. O município que é conhecido como a capital mundial do agronegócio não está fazendo o dever de casa.

No entanto, a ira da população contra a administração cresce diariamente devido à ciumeira do crescimento das cidades vizinhas, a exemplo de Lucas do Rio Verde que, recentemente, bateu o martelo e atraiu a Sadia S/A, uma esmagadora da Amaggi e uma indústria de biodiesel da Fiagril. Entorno das mesmas, dezenas de empresas deverão abrir ainda neste ano, criando mais de 12 mil empregos. Não é nem preciso mencionar que a população desempregada das cidades vizinhas está de olho numa destas vagas.

Para aliviar a pressão, o prefeito Rossato pediu, na terça-feira, 05, que Otaviano Pivetta (PDT), ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, concedesse entrevista coletiva à imprensa para esclarecer o motivo da Sadia ter se instalado em Lucas e não em Sorriso. Pivetta foi solícito ao pedido e, durante a coletiva, lembrou que nos seus oito anos de mandato como prefeito preparou o município para receber tais investimentos. “Sorriso é um município que tem tudo para continuar crescendo e manter o status de grande produtor de grãos, desde que parta para a transformação de suas principais matérias primas em proteína vegetal - especialmente suínos e aves. O mundo está de olhos nos alimentos que estamos produzindo”, acentuou.

A situação que presenciou em Sorriso entristeceu Pivetta, pois o mesmo lembrou que Rossato – quando em campanha à prefeitura – foi a Lucas do Rio Verde copiar o modelo de gestão pública por ele implantado. “Não entendo o que está acontecendo?”, questionou.

Nesta semana, durante explanação pública, o Secretário de Finanças de Sorriso, Marcos Folador, anunciou que a previsão do orçamento da Prefeitura de Sorriso para o exercício de 2007 é de R$ 63 milhões. O valor representa um aumento em torno de 5% no orçamento deste ano, que girou na casa dos R$ 59,7 milhões. Destes, apenas 10% são destinados para obras e investimento.





Fonte: Da Assessoria

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/265388/visualizar/