Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Educação/Vestibular
Sexta - 05 de Maio de 2006 às 15:50
Por: Andréa Martins

    Imprimir


Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que em Mato Grosso existem mais de 400 mil jovens e adultos com idade acima de 25 anos que estão aptos a estudar, mas que por diversos motivos estão fora da escola. Em busca de mudar esta realidade, o Fórum Estadual de Educação, composto Secretaria de Estado de Educação (Seduc) elaborou, em parceria com representantes de diversos segmentos da sociedade, o Plano Estadual de Educação (PEE), onde está previsto os objetivos e metas para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) para os próximos 10 anos.

O PEE será apresentado durante “1ª Conferência do Plano Estadual de Educação - Construindo Cidadania pela Educação”, que acontecerá entre os dias 09 a 13 deste mês, no Hotel Fazenda Mato Grosso. Na ocasião, todos os objetivos e metas previstos no plano serão discutidos entre os delegados que estarão representando os municípios mato-grossenses. Eles poderão, por meio do voto, modificar, substituir ou manter as ações previstas no texto-base do Plano.

Entre as metas previstas no PEE para a EJA está assegurar, em parceria com os municípios, no prazo de cinco anos, a modalidade no Ensino Fundamental para 210 mil alunos. Esse número equivale a 50% da população de 15 anos ou mais e que tem de 1 a 3 anos de estudo.

A conclusão do Ensino Fundamental a outros 370 mil jovens e adultos que possuem de 4 a 7 anos de estudo também está assegurada no texto-base. Já para o Ensino Médio, o PEE prevê, em cinco anos, a matricula de metade dos jovens e adultos com 17 anos ou mais nas escolas da rede estadual.

Na parte pedagógica e com foco na qualidade do ensino, o PEE prevê: oferecer, acompanhar e avaliar a formação Inicial (graduação) e Continuada (palestras, workshops, seminários, oficinas e outros) a todos os docentes que trabalham com a EJA. E também prover nas escolas um quadro técnico para a área educacional com profissionais (pedagogos, psicopedagogos, assistente social, psicólogo, neurologista, fonoaudiólogo e nutricionista) que irão acompanhar e servir de suporte ao trabalho do professor, aprimorando a ação pedagógica.

Para atender o artigo 205 da Constituição Federal que coloca a “Educação como direito de todos”, o plano contempla a implantação em todas as unidades prisionais e nos estabelecimentos que atendem adolescentes e jovens infratores, programas de educação de jovens e adultos de nível fundamental, médio, assim, como de formação profissionalizante.

Para as pessoas que ainda não sabem ler e escrever, a meta do PEE é alfabetizá-las, por meio do projeto Letração, e posteriormente, encaminha-los as escolas para a continuidade dos estudos no 1º segmento da EJA.

Além disso, o PEE irá garantir a 150 escolas do campo a modalidade EJA com especificidades metodológicas e diretrizes curriculares e a oferta, em cinco anos, em 1/3 dos municípios mato-grossenses o EJA Terceirão, voltado para o vestibular e concurso públicos.

Parceria

O PEE buscará, além dos municípios, outros parceiros para o sucesso da EJA, entre eles: as universidades e organizações não-governamentais, estimulando-as a oferecer cursos dirigidos a terceira idade e as empresas públicas e privadas, incentivando-as a criar programas permanentes de educação de jovens e adultos para os seus trabalhadores, assim como condições para a recepção de programas alternativos de aprendizagem por imagem.

Os demais tópicos previstos no texto-base para o plano podem ser conferidos no site. www.seduc.mt.gov.br, no link Conferência Estadual de Educação.





Fonte: Da Assessoria

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/302859/visualizar/