Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Esportes
Sexta - 11 de Junho de 2004 às 09:47

    Imprimir


Com dois gols em cobranças de falta, um em cobrança de uma penalidade máxima e outro de cabeça, em um cruzamento, o União goleou o Operário na noite desta quinta-feira, em Rondonópolis, por 4 a 1 e assumiu a liderança isolada do quadrangular decisivo do Campeonato Mato-grossense.

Ao contrário dos últimos jogos, onde a equipe demonstrava muito nervosismo, o União entroui em campo calmo e certo de que poderia buscar um resultado expressivo. A torcida também acreditava nisso, tanto que lotou as dependências do estádio Luthero Lopes. Esta união foi fundamental para que a equipe pudesse construir uma grande vitória. E foi o que aconteceu. Com apenas 4 minutos de jogo abria o marcador. Diego avança em velocidade e é contido com uma falta plor Cleiton Mineiro. Joel, um dos principais astros do time se encarrega da cobrança e faz com perfeição, colocando no canto baixo direito do goleiro Alex que nada pode fazer.

A festa unionina era intensa e aos 30 minutos a equipe da casa fazia seu segundo gol. Novamente em cobrança de falta. No memos lugar da primeira e com Joel. Só desta vez o meia cobrou por cima da barreira, colocando a bola no ângulo esquerdo de Alex.

O Operário não se encontrava em campo, não conseguia produzir nenhuma jogada de gol e facilitava a vida para a zaga unionina enquanto sua torcida fazia festa.

Na fase complementar, tentando mudar a história do jogo, o técnico operariano Marcos Birigui mudou a equipe. Retornou com duas substituições. Sacou Ado para a entrada de Edmar e Odil, que nada fez enquanto esteve em campo para a entrada de Alessandro. Deixou o time mais ofensivo, mas desguarnecido em seu sistema de marcação. Melhor para o União.

Podendo trabalhar com muita facilidade na armação das jogadas, o União mandava no jogo, criava uma oportunidade atrás da outra. Mas o terceiro gol só foi acontecer aos 18 minutos. Celinho entra em velocidade e chuta. A bola é interceptada com a mão pela zaga operariana. Pênalti. Diogo, o artilheiro da equipe se encarrega da cobrança e coloca a bola em um canto enquanto que o goleiro foi para o outro.

Estava fácil, o União mandava no jogo e aos 24 minutos ampliou o marcador para 4 a 0. Tironi e Joel avançam tabelando. Tironi vai para a linha de fundo e cruza para Diego, de peixinho fazer a torcida ir ao delírio.

O gol de honra do Operário foi anotado aos 34 minutos com Sandro Goiano e assim mesmo em uma falha na cobertura unionina que com a fácil vitória passou a encarar o jogo como a um treino.

Ficha Técnica

União Ronaldo: Tironi, Marcão, Luciano e Calado; Senegal, Joel, Batata (Adilson) e Celinho Goiano; Diego e Carioca. Técnico - Ivair Censi.

Operário

Alex; Ricardo Arandu, Diego, Cleiton Mineiro e Gerson; Ado (Edmar), Freitas, Odil (Alessandro) e Cleito Goiano (Julinho); Sandro Goiano e Leonardo Goiano. Técnico - Marcos Birigui

Gols - Joel, aos 4 e aos 30 minutos do primeiro tempo e Diego, aos 18 e 24 e Sandro Goiano, aos 34 minutos do segundo tempo

Árbitro - Joaquim de Lima Neto Local - Estádio Engenheiro Luthero Lopes - Rondonópolis




Fonte: Cuiabá

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/380944/visualizar/