Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Economia
Terça - 20 de Abril de 2004 às 17:20

    Imprimir


A falta de uma política mais eficaz do Governo Federal, em relação aos madeireiros do Norte de Mato Grosso, pode levar a região um “caos social”. A afirmação é do deputado Dilceu Dal Bosco (PFL). Em Sinop, por exemplo, pelo menos 300 funcionários já foram demitidos de seus postos de trabalho.

“A atividade já representou 99% da economia local. Hoje, ela banca 50% da mão-de-obra qualificada. Por isso, a demissão de trabalhadores nesse setor pode gerar um caos social. O governo federal está marginalizando os madeireiros”, disse Dal Bosco.

No município, segundo Dal Bosco, o setor movimenta cerca de 55% da economia local. Já para o Estado, os madeireiros são responsáveis por 12% da receita tributária.

Dilceu disse ainda que o Ibama na região não tem condições de normatizar os trabalhos por falta de condições em infra-estrutura física e humana. “Há um desgaste progressivo no setor madeireiro, a ponto de leva-lo a fechar às portas. O setor está comprometido financeiramente”, destacou.

Para reverte esse quadro de instabilidade social e econômica na região, de acordo com Dal Bosco, o governo federal precisa combater à falta de infra-estrutura do Ibama, principalmente na liberação mais eficiente das guias de ATPFs (Autorização de Transporte de Produto Florestal). Segundo ponto, é preciso mudar a base da economia, investindo mais na economia agrícola.




Fonte: 24 Horas News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/385417/visualizar/