Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Educação/Vestibular
Terça - 06 de Abril de 2004 às 12:16
Por: Maria da Paz Sabino

    Imprimir


A forma de ocupação e expansão capitalista na Amazônia será tema de discussão na Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), que vai ministrar o curso "Amazônia: do mel ao sangue”, através do Centro de Educação Aberta e Continuada à Distância - CEACD, do campus de Sinop. As inscrições já estão abertas e os interessados devem procurar até o dia 13 de abril a equipe do CEACD, no Centro de Estudos e Investigações, do campus local, ou pelo e-mail: ceacd@unemat. O curso será ministrado pelo professor Fiorelo Picoli, doutor pela Universidade de Leon, da Espanha.

De acordo com o coordenador do CEACD, professor Ilário Straub, o curso "Amazônia: do mel ao sangue” é o primeiro de uma série de quatro cursos que abordarão especificamente a respeito da ocupação da Amazônia brasileira, envolvendo a expansão capitalista e a relação do homem com o meio ambiente. A série terá, ao todo, 180 horas, sendo que a carga horária de cada um será de 45 horas, com metodologia semi-presencial e à distância (on line). O início das atividades será no dia 16 de abril, com um seminário no anfiteatro da Unemat.

Segundo o professor Fiorelo Picoli, o curso abordará sobre os espaços ocupados pelas diferentes classes que fazem a história da ocupação amazônica brasileira ao longo dos tempos. "O enfoque central do curso será a expansão capitalista e as relações do homem e do meio ambiente", afirma Picoli. De acordo com o professor que vai ministrar o curso, a história da Amazônia é marcada por controvérsias, principalmente porque a região é

voltada para o mercado mundial, beneficiando pouco o mercado interno brasileiro, sendo esta a estratégia do Estado.

"O Estado oferece toda a estrutura necessária à expansão capitalista, mas nega aos marginalizados e desprovidos o direito à terra". O professor garante que o processo de ocupação da Amazônia dos últimos anos serviu para concentrar a terra, expropriar o homem e seu ambiente e, ao mesmo tempo, reproduz dois extremos, um de poucos ricos e outro de muitos pobres. Para participar do curso, os candidatos terão que pagar uma taxa de R$ 45,00, no Banco do Brasil, o que lhes dar o direito de adquirir um livro de autoria do professor ministrante do curso e um CD com o material que será utilizado.




Fonte: Jornal Oeste

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/386826/visualizar/