Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Politica MT
Segunda - 01 de Março de 2021 às 16:11
Por: Allan Mesquita/Folha Max

    Imprimir


O governador Mauro Mendes (DEM) revelou que o Estado pretende investir R$ 80 milhões para fazer a aquisição de 1,5 milhão de doses de vacinas contra a Covid-19 para Mato Grosso. Entre os laboratórios contactados pelo Executivo, está a farmacêutica União Química, que produz a vacina russa Sputnik.

Durante entrevista a imprensa, Mendes disse que deve se reunir com os fornecedores e outros governadores para debater sobre o assunto. "Apenas para Mato Grosso, estamos falando de 1,5 milhão de doses, a US$ 10 cada, o que daria US$ 15 milhões, em torno de R$ 80 milhões", disse.

O chefe do Executivo disse ainda que vários gestores têm saído na corrida pelo imunizante. No entanto, todos tem enfrentado dificuldades em adquiri-las, já que a prioridade das farmacêuticas seria negocia com o Governo Federal. “Até o consórcio de governadores que está pedindo para comprar 15 milhões, 8 milhões, 20 milhões (de doses), pagando à vista e antecipado não está conseguindo comprar”, pontuou.

A fala ocorreu após as reuniões realizadas com chefes dos Poderes constituídos e secretários no Palácio Paiaguás, na manhã desta segunda-feira (1). Após o intenso debate, o chefe do Executivo decretou novas medidas para conter o avanço da pandemia no Estado na tentativa de evitar o colapso nos hospitais, que já contam com mais 80% de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Durante a conversa com os gestores, Mendes fez duras críticas ao processo lento de vacinação conduzido pelo Ministério da Saúde. “A vacinação é a grande alternativa, mas tivemos uma perda de tempo desnecessária. Poderíamos estar mais adiantado se o programa nacional de imunização tivesse adquirido as vacinas há mais tempo, em uma quantidade maior. Dessa forma poderíamos ter vacinando muito mais brasileiros. Infelizmente isso não foi feito e o que nos restará fazer é trabalharmos unidos para superar esse momento difícil”, disse.

Segundo ele, se a vacinação estivesse mais acelerada, o Estado não precisaria impor novas medidas restritivas e os hospitais não estariam à beira de um colapso. Até o momento Mato Grosso recebeu apenas 111.289 doses da União.

“Nós temos mais alguns leitos de UTI para abrir, mas nós chegamos no limite. Eu espero que as pessoas compreendam porque essa semana lamentavelmente nós vamos, provavelmente, chegar a 100% da ocupação dos leitos de UTI”, finalizou.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/440909/visualizar/