Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Meio Ambiente
Segunda - 11 de Outubro de 2021 às 09:40
Por: Por G1 MT

    Imprimir


Equipe recolheu 4 mil ovos de tartaruga para repovoamento no Rio Araguaia — Foto: Corpo de Bombeiros
Equipe recolheu 4 mil ovos de tartaruga para repovoamento no Rio Araguaia — Foto: Corpo de Bombeiros

Um projeto de preservação ambiental coletou mais de quatro mil ovos de tartarugas no leito do Rio Araguaia (MT) e os colocou em covas artificiais que permitem o nascimento seguro e controlado da espécie. As equipes também trabalham na construção de um berçário para reservar os ovos coletados.

O projeto é realizado pelo Corpo de Bombeiros em parceria com o Instituto Assis do Araguaia, prefeitura de Barra do Garças, Marinha do Brasil e presos em fase de ressocialização.

Filhotes nascerão em covas artificiais e depois serão devolvidos ao rio de forma segura — Foto: Corpo de Bombeiros

Filhotes nascerão em covas artificiais e depois serão devolvidos ao rio de forma segura — Foto: Corpo de Bombeiros

De acordo com os organizadores, em um prazo de 30 a 60 dias, os filhotes nascerão nessas covas artificiais e serão levados de volta ao rio.

Segundo os cuidadores, as tartarugas têm sofrido com ações de predadores e ação humana, que fazem consumo desses ovos e dos próprios animais. Por meio do projeto, milhares de tartarugas serão devolvidas para a natureza e repovoarão o Rio Araguaia nas proximidades de Barra do Garças.

'Amigos da Natureza' realizam ações de preservação ambiental — Foto: Corpo de Bombeiros

'Amigos da Natureza' realizam ações de preservação ambiental — Foto: Corpo de Bombeiros

'Amigos da Natureza'

O projeto 'Amigos da Natureza' existe há mais de 20 anos em São Félix do Araguaia e é fundamental na preservação da natureza com o repovoamento de tartarugas no Rio Araguaia.

Além disso, o projeto contempla uma horta comunitária e um criatório de peixes que darão assistência na alimentação de famílias cadastradas na Secretaria de Assistência Social de Barra do Garças.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/447367/visualizar/