Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Cidades/Geral
Segunda - 07 de Maio de 2012 às 20:33
Por: Renê Dióz

    Imprimir


A assessora financeira da Universidade de Mato Grosso (Unemat) em Cáceres, Joanice Batista do Espírito Santo, presa junto a outras 14 pessoas durante a operação “Vespeiro” na última quinta-feira (7) deve ser liberada da prisão temporária à meia-noite de hoje. Joanice é investigada como partícipe do esquema que levou ao rombo de R$ 12,9 milhões da Conta Única do Estado.

O advogado de defesa da servidora estadual, Luiz Emidio, informou ao Olhar Direto que não houve, até o momento, qualquer pedido de prorrogação da prisão temporária imposta à servidora. Como o prazo deste tipo de coação é de cinco dias, ela deve deixar a sede da Delegacia Fazendária, em Cuiabá, a partir das 23h59.

De acordo com a polícia fazendária, a participação de Joanice no esquema desarticulado pela operação Vespeiro seria de justificar a retirada de créditos da Conta Única do Estado como gastos referentes à promoção de concurso público da Unemat.

A partir daí, a verba ia para contas bancárias de pessoas ligadas a servidores da Secretaria de Fazenda (Sefaz), os quais arquitetavam as operações financeiras, conforme aponta a investigação policial até o momento.

Emidio nega os apontamentos da polícia. “Joanice nunca fez parte da suposta quadrilha da Conta Única e jamais recebeu recursos irregulares dela”, defende. Argumentando pela inocência de Joanice, ele frisa que a servidora tem histórico favorável e é ré primária.

Ele sequer acredita que ela seja denunciada, após entrega do inquérito concluso à Justiça, pelo Ministério Público. “E, se for denunciada, muito provavelmente será absolvida”, enfatizou.

Assim como no caso de Joanice, os demais presos pela operação Vespeiro devem ser liberados na noite desta segunda-feira porque, até o momento, a polícia não confirma haver pedido de prorrogação da prisão temporária para qualquer um deles.

Pelo menos dois, entretanto, já foram soltos após prestar depoimento neste fim de semana. O primeiro foi Jamerson de Araújo Kestring, apontado como laranja do esquema, e a segunda foi Avaneth Almeida das Neves, secretária adjunta afastada do Tesouro Estadual da Sefaz.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/52694/visualizar/