Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Politica MT
Quarta - 25 de Abril de 2012 às 15:37
Por: Glaucia Colognesi

    Imprimir


      O suplente de deputado estadual e ex-vereador por Primavera do Leste, Luizinho Magalhães (PSD), rebateu às alegações do prefeito afastado Getúlio Viana (PR) de que a ação judicial que resultou na decisão que o derrubou do cargo seria fruto de uma perseguição política. Getúlio afirmou, sem citar nomes, que a denúncia de improbidade na compra de ônibus seria fruto de um conluio entre do promotor Sílvio Rodrigues Aléssio Junior, autor do processo, e um vereador.

     Em visita ao RDNews e entrevista ao vivo ao RDTV, Luizinho ressaltou que o Ministério Público está no seu papel de fiscalizar e zelar pelo bem público e que o trabalho vem sendo conduzido de maneira séria. Ele lembrou que o promotor que investiga o prefeito, apura casos envolvendo outros gestores também.

     "Na vida pública não se faz as coisas do jeito que quer, porque há uma legislação para seguir. Talvez na tentativa de querer acertar, o prefeito meteu os pés pelas mãos. Se ele tem consciência de que não tem nada de errado, por que tem medo do Ministério Público?", questionou Luizinho.

     O deputado também afirmou que o prefeito está colhendo o que plantou. O parlamentar conta que Getúlio sempre foi de difícil acesso por meio do diálogo, que o gestor não aceita opinião e não consegue entender que os poderes foram feitos para trabalhar em harmonia. Ele contou que nas outras gestões nunca houve tanto confronto entre Câmara e prefeitura como na do republicano. "No setor empresarial é uma pessoa arrojada, mas veio para a gestão pública sem dialogar, nunca respeitou os vereadores", pontuou.

     Eleições

     O PSD apoia a pré-candidatura do ex-prefeito Érico Piana (DEM). Segundo Luizinho, nas pesquisas internas da legenda Érico aparece em primeiro lugar, ele em segundo e o ex-presidente da Câmara e presidente do PSD na cidade, Eraldo Fortes, em terceiro. Ele destacou que só disputa o cargo se Érico desistir do pleito. "A nossa fidelidade e comprometimento com o ex-prefeito não tem preço, é uma trajetória de trabalho", definiu.

     De acordo com ele, a sigla consultou a população sobre todas as hipóteses de enfrentamento e o seu grupo (PSD,DEM, PMN, PRP, PTB, PP, PRB e PPS) não perde para nenhum outro pré-candidato, nem mesmo os que tem o apoio da máquina. Ele pontuou que o desgaste da atual gestão é grande por conta das promessas não cumpridas. Dentre os problemas ele destaca um viaduto feito pelo município em parceria com o Dnit, a promessa de criação de 8 mil empregos com a atração da indústria Big Frango, o que não ocorreu. Também ressaltou o fechamento do Senai e perda da Embrapa para Sorriso.





Fonte: RDNEWS

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/53520/visualizar/