Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Copa 2014
Quinta - 16 de Fevereiro de 2012 às 07:18

    Imprimir


ILUSTRAÇÃO/SECOPA
Com empréstimo aprovado de R$ 1,2 bilhão, o projeto do VLT está saindo do papel, diz o governador Silval Barbosa
Com empréstimo aprovado de R$ 1,2 bilhão, o projeto do VLT está saindo do papel, diz o governador Silval Barbosa
O edital de licitação para contratação da empresa que implantará o novo modal de transporte para a Copa de 2014, o VLT (Veículo Leve sobre Trilho), será lançado amanhã. O governador Silval Barbosa fez o anúncio ontem, em Brasília, depois da confirmação de um empréstimo para financiamento pela Caixa Econômica Federal.

Com projeto orçado em R$ 1,2 bilhão, a verba para o VLT está estruturada com a seguinte divisão: R$ 423 milhões que já haviam sidos aprovados serão redirecionados para o VLT. A outra parte, R$ 740 milhões, será viabilizada com um novo empréstimo, também na Caixa (com recursos do BNDES).

Silval Barbosa disse que o processo de viabilização da verba está sendo finalizado na Caixa e Secretaria do Tesouro Nacional (STN). “O recurso está garantido e a reserva orçamentária está certa, portanto as condições para a publicação do edital foram atendidas. O VLT começa a sair do papel”, disse o governador durante agenda em Brasília.

De acordo com Barbosa, esse projeto que exige a superação de muitos desafios e deve representar um avanço significativo na qualidade e eficiência do transporte público.

O início das obras está previsto para o primeiro semestre de 2012. O VLT será implantado no canteiro central das vias e terá 22,2 quilômetros de extensão, começando no início da Avenida Rubens de Mendonça (do CPA), seguindo até o Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande. Também cortará a Avenida Fernando Correa da Costa, no Coxipó.

Os ônibus convencionais alimentarão o sistema de VLT, trazendo os passageiros dos bairros até as estações do metrô de superfície, que ficarão ao lado dos trilhos. De acordo com o projeto, o volume de ônibus e veículos de passeio que circulam pelas avenidas será reduzido quando o novo modal entrar em operação.

De acordo com a Secretaria da Copa de 2014 (Secopa), o trajeto CPA-Aeroporto (de 15 km) terá dois terminais de integração (CPA 1 e André Maggi), 22 estações de transbordo, dois viadutos, três trincheiras e uma ponte, além de um elevado ferroviário no aeroporto Marechal Rondon). Nesse trecho será feita também a reestruturação do canal da Prainha (Avenida Tenente Coronel Duarte), na região central de Cuiabá.

O eixo Coxipó-Centro terá 7,2 Km de extensão, um terminal de integração (Coxipó), 11 estações de transbordo, três viadutos e duas pontes. Os terminais terão estacionamentos para veículos e bicicletário, ampliando o potencial de mobilidade urbana na Capital e em Várzea Grande.

O anteprojeto do VLT, informa a Secopa, prevê que todos os critérios de acessibilidade serão contemplados na elaboração dos projetos básico, executivo e, consequentemente, na execução das obras.

AUDIÊNCIA - Duas audiências públicas, para apresentar e discutir com a população a implantação do VLT, serão realizadas nas duas cidades. Hoje, entre 8h e 12hs acontece em Cuiabá, no Centro Cultural da UFMT. À tarde, das 14h às 18h, a debate será na sede da Câmara Municipal de Várzea Grande. (Com Assessoria – Secopa)




Fonte: Do DC

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/59298/visualizar/