Repórter News - www.reporternews.com.br
Saúde
Segunda - 21 de Novembro de 2011 às 09:48

    Imprimir


Robson Fernandes/12.set.2007/AE
Paciente recebe medicamento antirretroviral para tratamento contra o vírus HIV
Paciente recebe medicamento antirretroviral para tratamento contra o vírus HIV

Trinta e quatro milhões de pessoas eram portadoras do vírus HIV, o vírus da Aids, em 2010, um número recorde atribuído em grande medida à generalização de tratamentos que prolongam a vida dos soropositivos e estimulam a esperança de erradicar a pandemia, anunciou a Unaids, órgão da ONU (Organização das Nações Unidas), nesta segunda-feira (21).

O número de soropositivos é 17% maior do que em 2001.

- Há apenas alguns anos, parecia impossível falar sobre o fim da epidemia a curto prazo. No entanto, a ciência, o apoio político e as respostas comunitárias estão começando a dar frutos claros e tangíveis, afirmou o diretor executivo do órgão, Michel Sidibe.

Atualmente, metade dos portadores do vírus recebe algum tipo de tratamento. Em 2010, graças a esta situação foram evitadas 700.000 mortes relacionadas com a Aids, afirma o documento de 52 páginas da Unaids.

- A epidemia de Aids ainda não terminou, mas o fim pode estar próximo se os países investirem de maneira inteligente.

O organismo propõe um objetivo ambicioso:

- Nos próximos cinco anos, os investimentos inteligentes podem impulsionar a resposta à Aids até a visão de zero novas infecções por HIV, zero discriminação e zero mortes relacionadas com a Aids.

A região mais afetada pelo HIV/Aids continua sendo a África subsaariana (5% de prevalência entre a população adulta), seguida pelo Caribe (0,9%) e Rússia (0,9%). Na América Latina a evolução permanece estável desde o início dos anos 2000 (0,4% de prevalência).





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/68321/visualizar/