Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Saúde
Quarta - 18 de Fevereiro de 2009 às 10:10
Por: Lucélia Andrade

    Imprimir


O caso suspeito de dengue hemorrágica da criança de oito anos de Tangará da Serra aguarda o resultado do exame que foi encaminhado ao MT Laboratório e deve chegar pelos próximos 15 dias. Com este, já é o quarto caso suspeito da doença, sendo que um deles evoluiu para óbito. O resultado dos demais exames estão também sendo aguardados pelo setor de Endemias.

A coordenadora do setor Maria do Carmo Lima, explica que o médico faz os primeiros procedimentos que é através de análise da plaqueta e o teste rápido que detecta se o paciente está ou não com a dengue hemorrágica.

No entanto, o caso não pode ser diagnosticado apenas pelo médico, necessitando assim da confirmação de um laboratório, que dá o resultado concreto do tipo da doença. Ela afirma que como o laboratório atende o Estado todo é normal que ocorra alguma demora.

A última suspeita da doença foi notificada no bairro Dona Júlia os demais no Jardim Tapirapuã e dois deles no Santa Terezinha, sendo que neste último a vítima veio a falecer.

De acordo com a coordenadora, os números de suspeita da dengue hemorrágica são preocupantes e mostram que a população não está se prevenindo como deveria. De janeiro até agora, 62 casos foram notificados no setor. O número, segundo ela, aumenta há cada dia. E acredita-se que pelo menos três casos são notificados diariamente.

Os agentes de saúde fazem todos os dias os trabalhos de prevenção nos bairros da cidade. Bloqueios e mutirões de limpeza são intensificados afim de impedir que o mosquito se prolifere.

Contudo, Maria do Carmo ressalta que a população deve ficar alerta e fazer sua parte. “Os terrenos e a cidade está toda suja contribuindo para o aparecimento do mosquito da dengue, o que é muito grave”, conclui.

CELSO FERREIRA - O vereador Celso Ferreira procurou ontem a reportagem do DS para manifestar sua insatisfação e cobrar que o município tome providências o mais rápido possível com relação aos casos de dengue principalmente os de hemorrágica. De acordo com ele os terrenos baldios na cidade são repletos de lixo, pneus, garrafas e muito mato, dando espaço para o mosquito da dengue se proliferar. Ele destaca que existe uma lei no município que não está sendo cumprida. “A fiscalização deve ficar mais atenta e multar estes proprietários de terrenos que não os mantém limpos, conforme diz a lei”, ressalta. O vereador fala que leu uma notícia em um jornal do Estado em que apontava Tangará da Serra como campeã em casos de dengue, perdendo para Cuiabá. “Nós temos registro do último caso do tipo hemorrágica de uma criança de oito anos que está em estado grave na capital do Estado”. O Executivo deve se preocupar, principalmente no período de chuvas e uma campanha mais abrangente ser feita em todos os meios de comunicação, cobrando um maior compromisso da população para que ela faça sua parte. “Se não cuidarmos corremos o risco de que isso vire uma epidemia e a situação piore ainda mais. O Executivo tem que fazer sua parte o mais rápido possível. E fazer com que se cumpra a lei no município, o que não está acontecendo”, conclui Ferreira.

ESTADO - A Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) divulgou os dados atualizados da dengue, referentes ao mês de janeiro de 2009. De 1º a 30 de janeiro, foram notificados 501 casos da doença. O número representa uma redução de 25% em comparação ao ano de 2008 quando foram registrados, no mês de Janeiro, 668 casos da doença.

Os cinco casos graves de dengue registrados foram: um em Cuiabá, dois no município de Rosário Oeste, que evoluíram para a cura; no município de Tangará da Serra, o caso de um homem de 31 anos foi a óbito e está sob investigação; outro caso recente aconteceu em Várzea Grande. Lá uma criança de 12 anos, do sexo masculino, está em tratamento em Cuiabá e o caso está sob investigação.





Fonte: Diário da Serra

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://www.reporternews.com.br/noticia/164504/visualizar/