Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Politica Brasil
Sexta - 24 de Outubro de 2008 às 10:48
Por: Leandro J. Nascimento

    Imprimir


Depois de passar três dias preso, o candidato a prefeito Vanderlei Galvan (PT), 49 anos, foi liberado ontem à noite, por volta das 19h. O pedido foi acolhido pelo Ministério Público e a Justiça. O promotor Adriano Roberto Alves explicou que ele foi liberado porque tem residência fixa, emprego e não tem antecedentes criminais. "Não vejo a soltura dele como impecílho para as investigações", declarou, ao Só Notícias. No entanto, as investigações continuam. O MP deve oferecer denúncia por crime de extorsão. A pena pode variar de quatro a dez anos de reclusão. "Será denunciado porque foi preso em flagrante da situação", resumiu o promotor. Vanderlei continua respondendo em liberdade na cidade onde mora. Galvan é investigado pelo Ministério Público pela tentativa de extorsão ao prefeito eleito em Matupá Fernando Zafanoto.

A prisão ocorreu na segunda-feira (20) após ter sido monitorado pelo Ministério Público e Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco). Candidato nas eleições de cinco de outubro, o MP acusa-o de tentar extorquir aproximadamente R$2 milhões do prefeito eleito Fernando Zafanoto, para que supostas provas de compra de voto não fossem reveladas. Conversas foram gravadas há imagens de Vanderlei recebendo um pacote onde estariam R$ 20 mil. Conforme o MP, ele ainda fugiu ao perceber que seria preso. Foi perseguido pelo Gaeco, e o pneu de sua caminhonete foi furado com um tiro.





Fonte: Só Notícias

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://www.reporternews.com.br/noticia/170926/visualizar/