Repórter News - www.reporternews.com.br
Internacional
Sexta - 24 de Outubro de 2014 às 21:05

    Imprimir


O estudante que provocou um tiroteio em uma escola de Seattle, nos Estados Unidos, se suicidou após deixar feridos, segundo informaçõs do jornal The Seattle Times.

Pelo menos sete pessoas ficaram feridas no tiroteio que aconteceu na Marysville-Pilchuck High School, nesta sexta-feira (24), de acordo com a rede CNN.

Entre os feridos, dois foram levados para um hospital local de helicóptero. O estado de saúde delas não estava imediatamente claro.

Testemunhas disseram que o atirador abriu fogo dentro da lanchonete do local, que foi isolado pelas autoridades. A polícia acredita que ele estava trabalhando sozinho.

Uma porta-voz do Departamento de Polícia de Marysville confirmou à Reuters que houve um tiroteio na escola e que estava ocorrendo uma "crise". Ela se recusou a dar qualquer informação adicional.

"O colégio Marysville Pilchuck está atualmente isolado devido a uma situação de emergência. A polícia e os serviços de emergência responderam [à situação]", afirmou o distrito escolar em uma mensagem em seu site.

Uma jovem de 17 anos disse à rede NBC News que seu irmão mandou uma mensagem para ela dizendo que um estudante havia aberto fogo na cafeteria.

"Eu estava na minha sala de aula e alguém puxou o alarme de incêndio, nós pensamos que era uma simulação de incêndio e corremos para fora e eles nos disseram para voltar para a sala de aula", disse a estudante, Cindy Rodriguez.

Um porta-voz do escritório de Seattle do FBI (a polícia federal americana) disse que agentes estavam a caminho do local "para oferecer assistência aos parceiros", mas não deu maiores detalhes.





Fonte: Do R7, com agências internacionais

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://www.reporternews.com.br/noticia/403388/visualizar/