Repórter News - www.reporternews.com.br
Cidades/Geral
Sexta - 08 de Março de 2013 às 08:13
Por: Weverton Correa

    Imprimir


O Ministério Público Federal em Sinop instaurou inquérito civil para apurar supostas irregularidades nas obras do restaurante popular. Na portaria divulgada, o procurador federal Adriano Barros Fernandes, destacou, sobretudo, a morosidade da condução dos trabalhos. Ele deu prazo de 10 dias para que a prefeitura envie cópias do convênio firmado com o governo federal, do contrato feito com a empresa que executa o projeto, além do processo licitatório, das medições feitas e também dos materiais utilizados.

O procurador solicitou ainda ao Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome para que informe sobre a regularidade e se houve prestação de contas ou fiscalização da obra. Pediu para que Controladoria-Geral da União também se manifeste sobre a regularidade e se houve prestação de contas ou fiscalização dos trabalhos realizados no restaurante.

A obras do restaurante foram iniciadas em 2011, ao lado da prefeitura, sendo o prazo para o término prorrogado por mais de uma vez. O local deve ter 884,22m² de área construída. As refeições serão comercializadas custo aproximado de R$ 1,50, com o propósito de atender trabalhadores de baixa renda, estudantes, aposentados e moradores de rua.

Outro lado
A assessoria da prefeitura informou que estão sendo realizadas as adequações de projeto, exigidas pelo Ministério de Combate à Fome, que ficam prontas até dia 9. Elas serão encaminhadas para avaliação/ aprovação técnica da Caixa Econômica Federal. Entre as mudanças estão o aumento da demanda elétrica, sendo necessária a instalação de transformador; caldeira para água quente; cocção (cozinha) quanto ao controle de temperatura e ventilação do ambiente.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://www.reporternews.com.br/noticia/26302/visualizar/