Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
MT Eleições 2014
Sexta - 20 de Agosto de 2010 às 20:16

    Imprimir


Mauro Mendes (PSB) foi o convidado desta quarta-feira (18.08) do ciclo de entrevistas realizado pelo Grupo TV Cidade Verde Band com os candidatos ao governo do estado. Mauro concedeu entrevistas à Rádio Band FM e ao programa Cidade 40 graus, canal 12, totalizando duas horas de apresentação de propostas e sanando dúvidas de eleitores e jornalistas.

Participaram dos programas, os jornalistas Ana Rosa, do jornal Diário De Cuiabá; Bruno Garcia, do site Mídia News; José Roberto Amador e Adão de Oliveira da própria emissora. No programa de rádio - apresentado pelo radialista, Sérgio Kiss – Mauro Mendes deixou claro que sua gestão será focada na definição de prioridades e geração de resultados.

Mauro, que é empresário e pratica a política de distribuição de lucros, destacou que o princípio do bom administrador é um só, não importa se aplicado no setor público ou privado e nem o tamanho do negócio a ser administrado.

“A única diferença é que quando o administrador não é bom no setor privado, o empresário vai à falência. Já no governo, se ele não é bom é o cidadão que paga a conta, recebendo serviços de péssima qualidade”.

Outro exemplo é situação atual de boa parte dos estudantes da rede estadual de ensino que está sem aula porque o governo do Estado não renovou os contrato com os interinos, alegando impedimento por conta do período eleitoral. “Isso não é apenas uma incompetência, é uma irresponsabilidade. Por que não convocaram os concursados, por exemplo?”, exclamou.

Para Mauro, o estado se tornará mais eficiente com a boa aplicação dos recursos públicos. O candidato disse que vai cumprir tais metas firmando uma grande parceria com os funcionários públicos. “O meu governo vai ser focado no cidadão, para isso vamos valorizar o servidor público, com qualificação, concursos e até mesmo a implantação da meritocracia”.

Segundo Mauro, hoje o estado emprega mais cargos comissionados do que policiais militares. “São aproximadamente 7,3 mil DAS e 6,7 mil PMs. Está errado, o estado precisa dobrar o efetivo da polícia militar. Por isso, vou reduzir os cargos comissionados e valorizar os servidores de carreira e chamar os concursados”.

Na TV, ao ser questionado pelo apresentador Everton Pop se não tinha medo de a declaração ser impopular, Mauro foi enfático: “Não vou fazer campanha mentindo para a população, é assim que penso. A política é uma exposição de ideias, é o eleitor que vai escolher a que considerar melhor”.

Ao finalizar, Mauro disse que quer deixar um marco em Mato Grosso fomentando o terceiro ciclo de desenvolvimento, com a industrialização. E vai investir pesado nas áreas da Saúde, Educação, Emprego e Segurança Pública.

Mauro Mendes destacou que nos próximos quatro anos vai construir seis hospitais regionais, 200 Postos de Saúde da Família e vai fomentar a criação de 200 mil empregos, com a atração de indústrias, micro e pequenas empresas; e vai trabalhar pela regularização fundiária de mais de 100 mil famílias.

“De uma forma ou de outra, Mato Grosso vai crescer e o grande desafio é fazer com que a população se beneficie desse crescimento. Vamos colocar o estado a serviço do cidadão e não ao contrário. No nosso governo, o cidadão será mais importante que os políticos”.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/118164/visualizar/