Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Copa 2014
Sexta - 20 de Agosto de 2010 às 19:51

    Imprimir


Os promotores de Justiça que integram o Grupo Especial de Fiscalização da Copa 2014 (Geacopa), coordenado pela Procuradoria Especializada em Defesa do Patrimônio Público, instauraram inquéritos civis para investigar a implantação da Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá, a efetivação das desapropriações, a adequação do aeroporto Marechal Rondon e as ações voltadas para a mobilidade urbana. O trabalho está sendo desenvolvido em parceria com o Ministério Público Federal (MPF).

Pelo menos uma vez por semana, os promotores de Justiça se reúnem para trocar informações sobre o andamento das investigações. Na terça-feira (17/08), o encontro aconteceu na Procuradoria Geral de Justiça e contou com a participação dos promotores de Justiça Clóvis de Almeida Júnior, Miguel Slhessarenko Júnior e Maria Fernanda Corrêa da Costa, além da procuradora da República, Ana Carolina Diniz.

Durante a reunião, os promotores discutiram questões relacionadas à implantação da Região Metropolitana, que compreende os municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Nossa Senhora do Livramento e Santo Antonio de Leverger. Segundo os promotores de Justiça, a Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá foi criada em maio de 2009, mas até agora ainda não foi implantado nenhum dos três órgãos de gestão previstos em lei.

A expectativa é de que, após a efetiva implantação desses órgãos de gestão, ocorra a uniformização no tratamento de questões de cunho coletivo, como saúde, educação, meio ambiente e transporte coletivo entre os municípios que fazem parte da Região Metropolitana.

“Até o final do ano de 2014, serão realizadas uma série de obras envolvendo melhorias em diversos setores que afetarão diretamente a Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá, portanto o tratamento das questões de interesse comum deve se dar de forma igualitária para todos os municípios”, destacou o promotor de Justiça Miguel Slhessarenko Júnior, em um trecho da portaria de instauração de inquérito.

O Ministério Público já encaminhou ofícios às prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande e Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral, requisitando informações sobre as providências adotadas e os prazos previstos para a implantação e funcionamento da Região Metropolitana.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/118167/visualizar/