Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Meio Ambiente
Quinta - 14 de Janeiro de 2010 às 13:59

    Imprimir


As temperaturas médias anuais do ar na Estação Antártica Brasileira têm diminuído em torno de 0,6ºC por década, se considerados os últimos 14 anos.

A tendência de queda, registrada pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), pode ser constatada nos anos de 2007 e 2009, quando o inverno rigoroso congelou os dois lagos de água doce que abastecem a estação. Em 1995, 2007 e 2009, a extensão do gelo que cobre a Baía do Almirantado durante o inverno atingiu nível máximo.

"Ao longo de 2009, as temperaturas ficaram abaixo da média, com exceção de janeiro e março. A temperatura mínima absoluta, -25,6ºC, ocorreu em 5 de agosto. Havia 18 anos a mínima em um mês de agosto não caía abaixo dos -25ºC", diz o pesquisador Alberto Setzer, do Inpe. Os dados contrariam a expectativa de um eventual aquecimento também na região, por conta do chamado efeito estufa.

Desde 1986, quando iniciaram as coletas de dados na Estação Antártica Brasileira, com exceção de 1987, as temperaturas mais baixas nos meses de inverno (junho-julho-agosto) ocorreram nestes últimos 14 anos. Em 1995, a média no inverno foi de -10,3ºC. Em 2007 e 2009, -8,5ºC.

Setzer destaca que o clima na região apresenta grande variabilidade interanual, com alternância entre anos mais quentes e frios. "Se consideradas as médias anuais dos últimos 65 anos na região, houve aquecimento médio de 0,23ºC por década. Porém, para os últimos 29 anos, que de um ponto de vista prático configuram os 30 anos convencionais de uma climatologia padrão, os dados médios mostram estabilidade, portanto sem indicação de aquecimento do clima", informa o pesquisador sobre a temperatura na Estação Antártica Comandante Ferraz.





Fonte: Terra

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/146017/visualizar/