Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Cidades/Geral
Segunda - 25 de Maio de 2009 às 12:49

    Imprimir


Outros dois envolvidos no caso - um intermediário e o executor - também foram julgados e condenados.

Três homens foram condenados por envolvimento no assassinato do ex-prefeito Luiz Carlos Alves da Cruz (49), conhecido como Luiz Preto, na cidade de Lambari D'Oeste. Wenyton Salomão, apontado como o mandante do crime, foi condenado a 20 anos de prisão; Guilherme Moreira de Oliveira, que seria o intermediário do assassinato, foi condenado a 17 anos de prisão; e Joel Marçal de Jesus, o executor do crime, foi condenado a 19 anos e 6 meses de prisão.

Luiz Preto foi morto com um tiro na cabeça no dia 26 de setembro de 2004, uma semana antes da eleição à qual ele concorreria como candidato a prefeito. A vítima foi assassinada depois de sair de uma reunião política na comunidade rural de São José do Pingador. A denúncia apontava que o pistoleiro foi contratado pelo candidato a vereador, que não teve apoio político de Luiz Carlos da Cruz.

Consta da sentença de pronúncia que as investigações não teriam deixado dúvidas de que foi um crime com motivação política e teria custado R$ 40 mil. Os réus foram acusados por homicídio qualificado (mediante pagamento, motivo fútil e para assegurar impunidade de crime). O julgamento foi presidido pelo juiz Geraldo Fernandes Fidélis Neto, na Comarca de Rio Branco.





Fonte: Redação TVCA

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/159378/visualizar/