Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Politica Brasil
Terça - 27 de Janeiro de 2009 às 08:03
Por: Marcos Lemos

    Imprimir


O deputado Sérgio Ricardo (PR), que no próximo dia 2, assume a 1ª secretária da Assembléia Legislativa, começou ontem tentativa para conquistar apoio de todos os partidos do arco de alianças que estiveram juntos com o governador Blairo Maggi em 2006 quando candidato a reeleição. Em relação a 2002, quando foi candidato pela primeira vez, Maggi não teve o apoio do PP e do PMDB, hoje partidos da base de apoio do chefe do Executivo estadual.

"Vou buscar a consolidação do meu nome e mostrar ao PR que posso me viabilizar como candidato do grupo, ou seja, que tenho chances de ter o apoio do Democrata, do PP, do PMDB entre outros partidos", disse Sérgio Ricardo que hoje se reúne com o deputado José Riva, próximo presidente do Parlamento estadual e um dos principais lideres do PP em Mato Grosso.

Ontem mesmo, num encontro com o senador democrata, Jaime Campos, Sérgio Ricardo conseguiu um aceno de que na eventualidade de um entendimento amplo poderia contar com o apoio do Democrata, que foi Partido da Frente Liberal onde o próprio parlamentar já foi filiado. "É um nome importante e de peso no contexto político e consegue transitar bem com todos os partidos, o que será fundamental na próxima eleição", disse Jaime Campos.

O deputado lembrou que não é candidato de si mesmo e quer construir o consenso em torno de sua proposta que é de igualdade para todos, reconhecendo os avanços conquistados no governo Blairo Maggi, mas pontuando que o Estado que todos desejam é aquele igual para todos e não ricos para alguns e pobre para outros.

"Chegarei ao governo do Estado se contar com o apoio de todos os partidos e posso fazê-lo com desprendimento e com determinação, respeitando os entendimentos que forem definidos agora na pré-campanha", acrescentou o parlamentar republicano.

Para Jaime Campos, a diferença de Sérgio Ricardo é que ele abre uma disposição de candidatura com diálogo com os partidos aliados e não alijando os mesmos de uma discussão e de um eventual governo.





Fonte: A Gazeta

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/165692/visualizar/