Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Politica Brasil
Terça - 25 de Março de 2008 às 16:17
Por: Alline Marques

    Imprimir


O empresário e vice-presidente do PT em Alta Floresta, Valdemir Lino, disse nesta terça que é pré-candidato a prefeito pelo partido, num confronto interno com o deputado Ademir Brunetto. Em entrevista ao RDNews um dia antes, Brunetto anunciou que a expectativa seria do PT lançar sua esposa Lucimara à sucessão municipal ou até mesmo buscar uma aliança com o PDT da prefeita Maria Izaura, que não deve concorrer a um novo mandato. O deputado, sequer, citou o nome do colega Valdemir Lino - confira aqui. Agora, com posições divergências entre Lino e Brunetto, o clima no PT local é de racha.

"Quero deixar claro que o partido tem normas e se Brunetto quer lançar a mulher dele terá que colocar o nome dela para passar pela sabatina da convenção. E nós temos um pré-candidato que sou eu", afirmou Lino. Em seguida, o petista completa: "Ele (Brunetto) tem um compromisso moral comigo". Deixou transparecer mágoa com o colega de partido, há quem diz ter ajudado nas campanhas eleitorais. "Fui coordenador e patrocinador da campanha de Ademir para prefeito em 2004 e para deputado em 2006. Praticamente banquei a campanha dele em Alta Floresta, junto com um ex-colega de partido", disse.

Lino conta que outros colegas de partidos também estão desapontados com Brunetto. Ainda de acordo com o empresário, o parlamentar já teria gerado a saída de um companheiro de partido, que também o ajudou nas campanhas anteriores. O pré-candidato prefere não revelar o nome do parceiro. O empresário contou que o partido vai convocar Brunetto nos próximos dias para se explicar. Disse ainda que a reunião do partido está marcada para o próximo sábado (29) e não dia 30, como havia informado o deputado.

Apoio

Brunetto também declarou na entrevista que contaria com o apoio da atual prefeita de Alta Floresta, Maria Izaura Alfonso (PDT), que o derrotou em 2004. Valdemir Lino disse, porém, que esse apoio não é oficial do partido, mas admite que já teve uma conversa com os correligionários do PDT em busca de adesão e admite a possibilidade do secretário de Finanças, Júlio Giacomin, ser seu vice. O nome do pedetista surgiu de uma corrente ligada à prefeita e foi lançado como pré-candidato à sucessão municipal.

Valdemir Lino assume estar trabalhando sua pré-candidatura há pelo menos três anos. Enfatiza também que já buscou apoio do PR e do grupo ligado ao ex-prefeito Romoaldo Júnior (PMDB), que teria um acordo com o ex-deputado federal Rogério Silva (PP). "Caso Romoaldo desista de ser candidato, já existe uma conversação para que eu tenha o apoio do grupo dele. Mas se optar por seguir com Rogério, ou pela candidatura própria, não temo esta parceria, pois não acredito que tenham chances", afirma.





Fonte: RD News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/183214/visualizar/