Repórter News - www.reporternews.com.br
Esportes
Quarta - 29 de Agosto de 2007 às 10:48

    Imprimir


Quando empataram por 2 a 2, no Maracanã, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, Botafogo e Flamengo eram, respectivamente, vice-campeão e campeão do Estadual do Rio de 2007. Nesta quarta-feira, no mesmo local, às 19h30, as duas equipes se reencontram, 19 jornadas depois, em situações distintas na tabela de classificação. Enquanto o clube de General Severiano luta para se aproximar da liderança, o time da Gávea tenta continuar fora da zona de rebaixamento.

AS EQUIPES

Os dois treinadores optaram por não divulgar suas escalações antes do duelo no Maracanã. O técnico do Botafogo, Cuca, não poderá contar com o zagueiro Alex, suspenso devido ao terceiro cartão amarelo - em seu lugar, entra o também defensor Renato Silva. O lateral-esquerdo Luciano Almeida não participou do último treino da equipe por causa de uma virose e se tornou dúvida.

Recuperados de lesão, o meio-campista Leandro Guerreiro e o atacante Dodô retornam ao time, assim como o meia Zé Roberto que, após a reintegração ao elenco na semana passada, participou do confronto ante o Atlético-MG e deve começar o clássico como titular.

Por sua vez, o comandante rubro-negro, Joel Santana, não poderá contar com o atacante Maxi, lesionado, nem com o meio-campista Roger, suspenso pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por um jogo por ter simulado uma agressão após sua expulsão na partida contra o Fluminense.

Entretanto, o também meio-campo Renato Augusto, recuperado de um estiramento na coxa esquerda, está à disposição do técnico flamenguista, e deve iniciar a partida entre os 11. No ataque, o treinador deve optar pela dupla Souza e Obina, que tem sido utilizado nas últimas partidas como opção para o segundo tempo.

A natural rivalidade entre dois grandes do futebol carioca está acirrada em 2007 não somente pelo fato de terem decidido o torneiro regional, mas também porque os quatro jogos disputados entre ambos na temporada terminaram empatados. Além disso, o "tira-teima" pode significar o rompimento ou o prolongamento de um tabu - os alvinegros não vencem os rivais há 13 partidas, porém, não perdem um clássico há 12 (série iniciada justamente após um revés contra os rubro-negros no Nacional passado).

O Botafogo ocupa o terceiro lugar do Brasileiro, com 37 pontos e está a sete do São Paulo, que lidera a competição. O principal objetivo da equipe botafoguense, neste momento da competição, é diminuir a diferença que a afasta da primeira posição. Para o técnico Cuca, enfrentar o único oponente estadual que não derrotou este ano neste ponto crucial para as aspirações do clube no campeonato não é um problema - mas a vitória é fundamental para o restante da disputa.

"Não existe um adversário ideal, seja quem aparecer nós temos que superar. Já os enfrentamos quatro vezes em 2007 e o que fica é que foram todos bons jogos. A realidade é que atualmente são duas equipes iguais, será um duelo parelho. Eles estão em ascensão, depois de oscilarem no início estão se recuperando e são sempre perigosos. Esse confronto é chave para a gente continuar pensando em título e há indícios, pelos últimos resultados de ambos, que será um grande jogo", analisou o treinador alvinegro.

Décimo-sexto colocado da competição, com 24 pontos, o Flamengo, que ainda tem dois confrontos a menos que a maioria de seus adversários, deixou, na rodada passada, após 13 partidas, a zona de rebaixamento. Para manter seus comandados fora da região de descenso, o técnico Joel Santana utiliza um discurso cauteloso em relação ao oponente, apesar das quatro resultados positivos consecutivos que o time rubro-negro acumula no Brasileiro atuando no estádio do Maracanã.

"A nossa equipe precisa de um algo mais neste duelo porque é um clássico. Temos que manter a atenção durante todo o jogo, pois eles têm apresentado um bom futebol desde o início deste ano. O Botafogo possui um conjunto muito bom e precisamos fazer a nossa parte em campo e um pouquinho mais para vencer. É fundamental jogar bem, porque é um adversário complicado", afirmou o treinador rubro-negro, que dirigirá o time pela oitava vez na competição.

BOTAFOGO

Max; Renato Silva, Juninho e Luciano Almeida (Ricardinho); Joilson, Leandro Guerreiro, Túlio, Lúcio Flávio e Zé Roberto (Reinaldo); Jorge Henrique e Dodô Técnico: Cuca

FLAMENGO

Bruno; Leonardo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Rômulo, Cristian, Ibson e Renato Augusto; Obina e Souza Técnico: Joel Santana

Data: 29/08/2007 Horário: 19h30 Local: estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ) Árbitro: José Henrique Carvalho (SP) Assistentes: Aristeu Leonardo Tavares (RJ/Fifa) e Dibert Pedrosa Moisés (RJ)





Fonte: Folha Online

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/209314/visualizar/