Repórter News - www.reporternews.com.br
Meio Ambiente
Quinta - 31 de Maio de 2007 às 15:03

    Imprimir


PEQUIM - O único panda do mundo gerado por inseminação artificial e colocado na natureza morreu devido a uma queda, meses depois de ser solto, num duro golpe para os planos chineses para salvar essa espécie ameaçada, disse a agência de notícias Xinhua nesta quinta-feira, 31.

O macho Xiang Xiang ("auspicioso"), de 5 anos, foi achado morto na neve na montanhosa província de Sichuan (sudoeste), em 19 de fevereiro, 40 dias depois dos cientistas o monitorarem pela última vez, por intermédio de um mecanismo sem fio.

"Estamos todos tristes por Xiang Xiang, mas não significa que o projeto fracassou", disse Zhang Hemin, diretor do Centro de Pesquisa e Proteção do Panda Gigante na China, na cidade de Wolong.

"As lições que aprendemos do que aconteceu com Xiang Xiang vão nos ajudar a nos adaptar e melhorar o projeto."

Um exame mostrou que o panda tinha fraturas de costelas e ferimentos internos, segundo Li Desheng, subdiretor do Centro de Wolong. "Especialistas especularam que Xiang Xiang poderia ter caído de um lugar alto, depois de se envolver numa briga com os ´moradores´ originais por comida ou território", disse a Xinhua.

Xiang Xiang havia sido solto em 2006 na Reserva Natural de Wolong para os pandas gigantes. "Escolhemos Xiang Xiang porque pensamos que um panda macho forte teria uma chance melhor de sobreviver no duro ambiente natural", disse Li. "Mas os outros pandas machos claramente viram Xiang Xiang como uma ameaça. Da próxima vez, vamos escolher uma panda fêmea."

Fan Zhiyong, da entidade WWF na China, alertou os cientistas de Wolong a serem mais cuidadosos na escolha do local para soltar os pandas de cativeiro.

"Os pandas gigantes são muito sensíveis quando se trata de seu próprio território, e normalmente um panda selvagem ocupa um território que cobre vários quilômetros quadrados", disse Fan.

As autoridades disseram que a notícia da morte do urso demorou tanto para ser divulgada porque estava sendo aguardado o resultado da investigação plena do caso.

De acordo com a Xinhua, Xiang Xiang foi visto com marcas de mordidas nas costas, nos ombros e nos lados em 22 de dezembro. Foi então recolhido para ser tratado no centro e devolvido à natureza uma semana depois.

Mas Xiang Xiang não tinha experiência em lutas, segundo Tang Chunxiang, veterinário do Centro de Wolong. "Temos de dar aos pandas criados em cativeiro um melhor treinamento para sobrevivência, especialmente em técnicas de combate e defesa", afirmou.

O panda gigante é uma das espécies mais ameaçadas do mundo, achado apenas na China. Estima-se que haja mil animais vivendo em Sichuan e nas províncias de Shaanxi e Gansu, no noroeste.





Fonte: Reuters

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/224379/visualizar/