Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Politica Brasil
Terça - 17 de Abril de 2007 às 09:31

    Imprimir


Todos os 104 que protocolaram pedido de desfiliação junto ao diretório do PPS de Cuiabá estão oficialmente fora da legenda desde esta segunda-feira. Até então, esses comunicados não tinham sido formalizados juntos aos cartórios eleitorais. Ontem, esse trabalho foi feito nos seis cartórios. O novo diretório da Capital é comandado pelo vereador Ivan Evangelista.

Na lista de desfiliados estão detentores de mandatos, como os vereadores Francisco Vuolo e Helny de Paula, que preside a MTGás, os deputados estaduais Sérgio Ricardo e Roberto França e o federal Homero Pereira.

Eles correm risco de perderem mandato devido à interpretação do Tribunal Superior Eleitoral, segundo a qual o mandato pertence ao partido e não ao eleito. Se desligaram do PPS para acompanhar o governador Blairo Maggi rumo ao PR. Alguns ensaiam retorno para evitar complicações jurídicas, mas agora será tarde demais. Além de estarem oficialmente fora da sigla, qualquer decisão sobre eventual retorno precisa ser avaliada pela direção nacional, sob o deputado federal Roberto Freire (PE).

Outros ex-mlitantes do PPS também estão na berlinda, como os deputados estaduais Mauro Savi, com base eleitoral em Sorriso, e Sebastião Rezende, em Rondonópolis. Dos suplentes, Pedro Satélite também trocou o PPS pelo PR e, numa eventual cassação dos seis da coligação PPS/PFL, não poderá assumir a vaga de deputado estadual





Fonte: RD News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/231980/visualizar/