Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Politica Brasil
Sexta - 20 de Outubro de 2006 às 09:34

    Imprimir


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato do PT à reeleição, ironizou o adversário Geraldo Alckmin (PSDB) no debate do SBT, promovido na noite desta quinta-feira. As ironizas foram feitas durante as perguntas do primeiro bloco do debate sobre saúde e segurança.

Na questão da saúde pública, Lula disse que Alckmin não conhece saúde pública. "O Alckmin não usa saúde pública. Eu sei que o que é saúde pública e sei o que desejamos para nós e para nossos filhos."

Questionado sobre segurança pública, Alckmin disse que esse era um tema que preocupava todo o país. O tucano contou suas realizações como governador nessa área. "Tiramos 90 mil bandidos da cadeia. Investimos em 130 mil policiais. Fiz minha parte. O problema é que governo só prende o quinto escalão da droga. Tem de combater o tráfico e não faz. Da mesmo forma o contrabando de armas. A omissão é total. O governo cortou toda verba, reduziu metade fundo de segurança. não vou me omitir. Vou descontigenciar recursos, combater lavagem, de dinheiro."

Lula rebateu Alckmin com ironia. "Pelo amor de deus, povo de São Paulo, não ouça porque vão pensar que vai ter um PCC [Primeiro Comando da Capital] no Brasil inteiro. Depois de 12 anos, não conseguiu fazer em São Paulo, como vai conseguir fazer no Brasil?."

O petista ainda tentou atribuir o problema do atraso nos convênios na área de segurança à gestão Alckmin. "Promovemos um sistema de integração e o único Estado que não quis fazer foi são Paulo. Depois que o [Claudio] Lembo [PFL] entrou, fizemos."

No segundo bloco, Lula voltou a falar sobre saúde e a insinuar que a "elite" não conhece o problema da saúde pública. Alckmin, por sua vez, disse que não só conhece o problema como se trata em hospitais públicos, como o Incor.

"Eu tenho pressa [em melhorar a saúde] porque a questão central é seu filho. Eu fui operado na Santa Casa de Pindamonhangaba. Hoje, quando vou num hospital, é no mesmo que ele: Incor."

Lula, por sua vez, criticou a gestão tucana na área da Saúde em São Paulo e durante o governo de Fernando Henrique Cardoso. "Sei como é saúde e estou cuidando dela como não foi cuidada no Estado de São Paulo e quando vocês governaram o país por 8 anos. Dobramos praticamente tudo. Estamos fazendo aquilo que vocês não fizeram. Porque tem gente que corre lá para fora quando precisa operar", disse o petista.

Corrupção

Alckmin, por sua vez, usou a pergunta sobre corrupção para enumerar os vários escândalos que atingiram o governo Lula. "O governo precisa dar exemplo para a sociedade. Precisa dar exemplo para a criança e para jovem. O que vimos não foram fatos isolados. Vimos uma questão endêmica. Desde o Waldomiro Diniz até CPI dos Correios, mensalão, GDK, vimos o escândalo da Gtech, da Visanet maculando a imagem do Banco do Brasil, da Secom, onde milhões e milhões de reais desapareceram culminando com a questão do dossiê. Foram presos dirigentes do PT. Agora o presidente da CPI diz que é dinheiro da corrupção, do crime. A sociedade merece explicações."

O tucano também criticou a política de agricultura de Lula. "Espero que esse debate possa mostrar as diferenças e dizer que agricultura foi levada pela omissão desse governo e pelo não entendimento da questão à maior crise dos últimos 30 anos."





Fonte: Folha Online

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/267130/visualizar/