Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Copa 2014
Sábado - 02 de Março de 2013 às 08:18

    Imprimir


A Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa) irá notificar a partir da próxima semana todas as empreiteiras que realizam obras previstas na Matriz de Responsabilidade assinada pelo governo federal, governo do Estado, Prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande, além da Fifa e CBF, para que se atenham estritamente ao calendário estabelecido e de que serão rigorosas as cobranças de prazos e a aplicação de sanção e multa.

A decisão foi tomada pelo governador Silval Barbosa (PMDB) e repassada pelo secretário Maurício Guimarães após o Encontro Integrado das Ações da Copa do Mundo que envolve além do governo de Mato Grosso, as Prefeituras de Cuiabá, sob a gestão de Mauro Mendes (PSB), e de Várzea Grande, com Walace Guimarães (PMDB).

Visivelmente irritado com as insistentes cobranças quanto a conclusão das obras, o governador chegou a reafirmar que todas as obras estarão prontas antes do mundial que começa em junho de 2014. Nos bastidores, o chefe do Executivo aponta para os mais próximos de que existem ‘falsos profetas" que apostam contra o sucesso da Copa do Mundo de 2014 de olho na sucessão estadual. Estranho ou não, o evento aconteceu pela manhã e pela tarde durante a posse do novo presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Orlando de Almeida Perri, o senador Pedro Taques (PDT) desconversou sobre sucessão estadual e defendeu que o momento é de se esforçar para a conclusão das obras da Copa do Mundo e para que Mato Grosso faça bonito perante os turistas.

O secretário Maurício Guimarães reconheceu existirem problemas em alguns cronogramas, citando a empresa que realizaria obras de trincheiras na avenida Miguel Sutil e inclusive a possibilidade, de diante de uma resposta negativa o Estado usar sua prerrogativa legal para promover o distrato dessas obras repassando as mesmas para o segundo colocado no processo licitatório. "Prejuízos somente quanto ao prazo, já que pagamentos estão sendo realizados de acordo com as medições, ou seja, cronograma físico (obra) com cronograma financeiro (recursos). Portanto, se tem obra medida e fiscalizada é só pedir a liberação de recursos, agora liberar recursos sem obras ou serviços é impossível", assegurou o secretário.

O prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, sinalizou que todos devem ter compromisso com o mundial e se dedicar ao máximo, pois as referências feitas a Mato Grosso e a Cuiabá em todo o mundo traduzem a expectativa que todos tem em relação a Copa do Mundo. O momento é de fazer com que essa prioridade definida lá trás, consiga sua realização e se capitalize os benefícios em prol de Mato Grosso e de seus municípios", disse o prefeito assinalando que enquanto for o gestor da cidade, todos contribuirão para o evento.

Mesmo ausente, o prefeito Walace Guimarães disse por telefone que a cidade aguarda com esperança não apenas a Copa do Mundo, "mas as repercussões positivas que ela trará".





Fonte: A Gazeta

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/26835/visualizar/