Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Politica Brasil
Quarta - 27 de Setembro de 2006 às 09:10

    Imprimir


O presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, reiterou a posição do Brasil a favor de uma reforma do Conselho de Segurança das Nações Unidas em entrevista à revista católica italiana "Famiglia Cristiana".

Lula considerou também estratégico reforçar o processo de integração sul-americana através do Mercosul.

"A reforma do Conselho de Segurança da ONU é necessária para democratizar seu processo de decisão no âmbito internacional, dando maior legitimidade e eficácia ao organismo", afirmou.

Lula afirmou que as relações do país com os Estados Unidos e Europa são "excelentes", mas acrescentou que o mundo não se reduz a estas duas potências, por isso o Brasil procura ampliar seus vínculos.

"Pobre de quem depende de poucos países. A dependência não é amiga da soberania. Neste sentido, para nós é particularmente estratégico reforçar o processo de integração sul-americana a partir do Mercosul", ressaltou, referindo-se ao bloco formado por Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

Lula descreveu a política externa brasileira como "soberana, independente e não ideológica, que defende com rigor e tenacidade os interesses nacionais". O presidente deu como exemplo a criação em 2003 do G20, grupo de países em desenvolvimento que busca o fim dos subsídios agrícolas nas nações mais industrializadas.





Fonte: Terra

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/273124/visualizar/