Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Politica Brasil
Sábado - 23 de Setembro de 2006 às 18:17

    Imprimir


O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, afirmou hoje que o governo de seu principal adversário, o presidente e também candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT), aparelhou o Estado para o seu partido, gerando corrupção e ineficiência.

O tucano não poupou críticas ao presidente, e disse que o governo Lula é "autoritário para encobrir irregularidades" e que está escondendo a origem do dinheiro que seria utilizado para a compra de um dossiê contra candidatos do PSDB. Ainda em relação ao "dossiê Serra", Alckmin criticou também as investigações da Polícia Federal dizendo que, até agora, nada foi explicado.

Mesmo com os resultados das pesquisas de intenção de voto não mostrando grandes alterações após as denúncias, Alckmin voltou a afirmar que acredita no segundo turno. Ele declarou que, nos últimos quinze dias, vem sentindo uma mudança na opinião das pessoas: "há uma corrosão de credibilidade no que o Lula fala".

O tucano visitou na tarde deste sábado o centro cultural Cidade de Deus, no Rio de Janeiro.

Alckmin assistiu a apresentações de teatro e dança de jovens ligados a programas sociais da Central Única das Favelas (CUFA) e recebeu uma carta de reivindicações dos moradores.

O candidato esteve no local acompanhado da candidata ao governo do Estado Denise Frossard (PPS), do prefeito da capital, César Maia (PFL), e do rapper MV Bill.





Fonte: Terra

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/273825/visualizar/