Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Cultura
Sexta - 08 de Setembro de 2006 às 10:59

    Imprimir


Perigoso mafioso mata um promotor com requintes de crueldade, mas, para seu azar, um jovem motoqueiro presencia o crime e se torna a principal testemunha que pode colocar o malfeitor atrás das grades. Após ganhar a proteção de um agente do FBI, ele embarca num avião rumo a Los Angeles.

O que a dupla não sabe é que o bagageiro da aeronave foi infestado com centenas de cobras de vários tamanhos e espécies que foram atiçadas com feromônios, deixando-as ainda mais letais.

Trama digna dos melhores (ou piores) filmes trash, "Serpentes a Bordo" gerou enorme expectativa depois das milhares de páginas criadas na internet em prol do longa --o chamado "marketing viral" que garantiu o sucesso de "A Bruxa de Blair" ou "Mar Aberto", por exemplo.

O caráter "cool" foi reforçado pela presença de Samuel L. Jackson, que diz ter aceitado o trabalho apenas porque achou o título divertido. Depois da estréia americana, no entanto, a bilheteria despenca a cada semana, fruto do boca-a-boca negativo.

Com cenas de gosto duvidoso (cobras engolem de genitálias a pequenos animais), uma penca de situações previsíveis unidas por um fiapo de roteiro e sem provocar nenhum susto, "Serpentes a Bordo" é tão ruim que acaba provocando o riso.





Fonte: 24HorasNews

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/277060/visualizar/