Repórter News - www.reporternews.com.br
Nacional
Quarta - 14 de Junho de 2006 às 17:16

    Imprimir


A Secretaria Municipal de Governo da Prefeitura de Cuiabá deliberou nesta quarta-feira (14) as secretarias, cujos representantes estarão no plantão do projeto “Secretário de Dia” nesta quinta-feira (15) – feriado de Corpus Christi -, e final de semana. Amanhã, a função de representante do Poder Executivo no Palácio Alencastro será exercida por integrante da Auditoria Geral e Controle Interno. No sábado (17) será a vez de um representante da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTU) e, no domingo (18), o posto será ocupado por um membro da Secretaria Municipal de Educação, Desporto e Lazer (Smedel).

Secretário do Dia é um projeto criado pelo prefeito de Cuiabá, Wilson Santos, com o intuito de criar uma representação permanente do Município no Palácio Alencastro para situações de emergência e que exija a tomada imediata de decisões. Em caso de emergência ou urgência, o secretário de plantão toma todas as providências necessárias para solucionar um determinado problema. Em outros, casos ele pode acionar o secretário responsável pela pasta afetada. Os secretários estarão no gabinete da Secretaria de Governo, no sétimo andar, no final de semana e também podem ser encontrados pelos telefones: 9227-5288 e 3051-9004.

Corpus Christi - É uma festa móvel da Igreja Católica que celebra a presença de Cristo na Eucaristia. É realizada na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade. Em muitas cidades portuguesas e brasileiras é costume ornamentar as ruas por onde passa a procissão com tapetes de colorido vivo e desenhos de inspiração religiosa. A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo remonta ao século XII. A Igreja sentiu necessidade de realçar a presença real do "Cristo todo" no pão consagrado.

A Festa de Corpus Christi foi instituída pelo Papa Urbano IV com a Bula “Transiturus” de 11 de agosto de 1264, para ser celebrada na quinta-feira após a Festa da Santíssima Trindade, que acontece no domingo depois de Pentecostes. O Papa Urbano IV foi o cônego Tiago Pantaleão de Troyes, arcediago do Cabido Diocesano de Liège na Bélgica, que recebeu o segredo das visões da freira agostiniana, Juliana de Mont Cornillon, que exigiam uma festa da Eucaristia no Ano Litúrgico.

A “Fête Dieu” começou na paróquia de Saint Martin em Liège, em 1230, com autorização do arcediago para procissão eucarística só dentro da igreja, a fim de proclamar a gratidão a Deus pelo benefício da Eucaristia. Em 1247, aconteceu a 1ª procissão eucarística pelas ruas de Liège, já como festa da diocese. Depois se tornou festa nacional na Bélgica. A festa mundial de Corpus Christi foi decretada em 1264. O decreto de Urbano IV teve pouca repercussão, porque o Papa morreu em seguida. Mas se propagou por algumas igrejas, como na diocese de Colônia na Alemanha, onde Corpus Christi é celebrada antes de 1270.

A Eucaristia é um dos sete sacramentos e foi instituído na Última Ceia, quando Jesus disse : “Este é o meu corpo...isto é o meu sangue... fazei isto em memória de mim”. Porque a Eucaristia foi celebrada pela 1ª vez na Quinta-Feira Santa, Corpus Christi se celebra sempre numa quinta-feira após o domingo depois de Pentecostes. No Pará, no município de Capanema é uma tradição os tapetes de serragem colorida cobrindo as ruas por onde passa a procissão de Corpus Christi. Em Castelo (Espírito Santo), no estado do Espírito Santo, as ruas são decoradas com enormes tapetes coloridos formados por flores, serragem colorida e grãos.

Em São Paulo, o município de Matão é famoso por seus tapetes coloridos feitos de vidro moído, serragem e flores que formam uma cruz no centro da cidade. A instituição da Eucaristia, já celebrada na quinta-feira santa, é hoje festejada com a honra que merece tão grande mistério. Preparada pela florescente piedade eucarística do Século XI, a festa de Corpus Christi foi introduzida na Igreja universal pelo Papa Urbano IV, em 11 de agosto de 1264.

O ofício foi composto por São Tomás de Aquino o qual, por amor à tradição litúrgica, serviu-se em parte de Antífonas, Lições e Responsórios já em uso em algumas Igrejas. A procissão surgiu em Colônia e difundiu-se primeiro na Alemanha, depois na França e na Itália. Em Roma é encontrada desde 1.350.





Fonte: Olhar Direto

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/294712/visualizar/