Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Meio Ambiente
Quarta - 08 de Março de 2006 às 19:14

    Imprimir


O primeiro relatório global sobre contaminação do meio ambiente por organismos geneticamente modificados (OGMs), os transgênicos, alerta que o plantio e comércio ilegal levou à contaminação de alimentos e cultivos convencionais, inclusive em países onde a prática é proibida. O documento organizado pelo Greenpeace e pela organização GeneWatch mostra 113 casos de contaminação transgênica que aconteceram nos últimos 10 anos em 39 países.

Segundo o Relatório sobre Registro de Contaminação Transgênica, o número de países afetados é o dobro daqueles que permitem oficialmente o cultivo de transgênicos. Só em 2005 foram registradas ocorrências em 11 países, incluindo alguns que supostamente possuem um sistema de controle rígido, como o Reino Unido.

O Brasil é apontado no relatório como país que tem registrado oficialmente quatro casos de contaminação desde 1998, com a entrada ilegal de soja transgênica da Argentina contaminando lavouras no Rio Grande do Sul, até 2005, e com o caso de comercialização de milho transgênico também no RS, no ano passado. As denúncias de cultivo ilegal de milho transgênico foram confirmadas oficialmente pelo Ministério da Agricultura.

O milho transgênico é uma variedade ilegal para cultivo e comercialização no País, com multa e pena prevista em lei.

O relatório alerta para a necessidade urgente de mecanismos fortes de controle na comercialização internacional de transgênicos, já que a contaminação do meio ambiente por transgênicos ameaça a diversidade biológica planetária e a saúde das nações.

O documento do Greenpeace é publicado às vésperas do início da reunião das partes do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança, que acontece de 13 a 17 de março, em Curitiba. Na reunião, os países membros devem buscar um acordo sobre os padrões de identificação e documentação de carregamentos internacionais de organismos vivos modificados (OVMs, como são denominados os transgênicos no âmbito do Protocolo).

O Brasil ainda não adotou publicamente um posicionamento para esta reunião. O Greenpeace está organizando uma "ciberação" para que pessoas do mundo todo escrevam ao presidente Lula pedindo que ele defenda o avanço do Protocolo de Cartagena. A versão em português pode ser encontrada no endereço http://www.greenpeace.org.br/biosseguranca/?lang=pt.





Fonte: Terra

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/314121/visualizar/