Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Internacional
Segunda - 19 de Dezembro de 2005 às 11:35

    Imprimir


Seul - O ministro de Exteriores da Coréia do Sul, Ban Ki-moon, pediu hoje às autoridades de Hong Kong a libertação de centenas de manifestantes sul-coreanos detidos durante os protestos contra a Organização Mundial do Comércio (OMC).

Em uma conversa telefônica com o chefe do Executivo de Hong Kong, Donald Tsang, Ban manifestou seu pesar pelo caráter violento dos protestos e pediu a cooperação de Hong Kong para pôr um fim o mais rápido possível à detenção dos ativistas sul-coreanos.

Membros da Liga de Agricultores sul-coreana se manifestaram junto com outras organizações para explicar as dificuldades do setor em seu país.

Segundo fontes do Ministério, 1.001 ativistas desse país foram detidos em Hong Kong, entre eles 150 mulheres e uma criança, que foram libertados na madrugada de hoje, enquanto que 850 homens continuam detidos.

O vice-ministro de Exteriores da Coréia do Sul, Lee Kyu-hyong, viajou hoje para Hong Kong para discutir o assunto com as autoridades desta região especial da China, segundo as fontes.

O jornal Korean Herald faz referência em editorial de hoje à "habilidade" dos ativistas sul-coreanos para lutar com a Polícia e a atribui ao "legado de lutas pela liberdade contra ditaduras militares".

O jornal pede ao Governo para que previna futuros incidentes que "mancham" a imagem da Coréia do Sul como "exportador de manifestações violentas".





Fonte: EFE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/329829/visualizar/