Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Internacional
Segunda - 19 de Dezembro de 2005 às 08:38

    Imprimir


O Exército americano colocou em liberdade 25 membros importantes do regime do ex-presidente iraquiano Saddam Hussein, entre eles as cientistas Hoda Mahdi Amash e Rihab Taha, vinculadas ao programa nuclear, segundo fontes judiciais.

Apesar dos rumores no Iraque sobre a possível libertação do vice-primeiro-ministro, Tareq Aziz, seu advogado, Badia Aref, informou à EFE que ele não está entre os libertados.

Aref não explicou por que Aziz não foi colocado em liberdade, apesar de ele mesmo ter dito anteriormente que o único cristão no regime de Saddam seria libertado em breve, já que não há acusações contra ele.

Amash era a única mulher no Conselho do Comando da Revolução, principal organismo de poder durante a ditadura de Saddam. Taha é esposa do ex-ministro do Petróleo iraquiano durante o regime, Amer Mohammed Rashid. As duas tinham sido vinculadas ao suposto arsenal de armas de destruição de Saddam, que jamais foi encontrado.

Também foram colocados em liberdade o ex-ministro da Educação Superior Hamam Abdel Khaliq e o diretor do escritório de Coordenação entre o antigo Governo iraquiano e a ONU, Hosam Mohamad Amin.

O advogado Badia Aref também informou que entre os libertados está Satam Al Gaud, líder da tribo Bumem, a mais populosa na província sunita de Al Anbar, coração da insurgência contra as forças de ocupação lideradas pelos EUA.

Além disso, entre os 25 libertados estão responsáveis pelos serviços secretos do antigo Governo, além de membros do partido árabe Baath, base do regime de Saddam.

Os presos políticos faziam parte da lista dos 55 altos cargos do regime que as forças americanas detiveram nos meses posteriores à queda de Saddam. O ditador e sete de seus colaboradores mais próximos permanecem na prisão, à espera do fim do julgamento em que são acusados de crimes contra a humanidade.

Alguns membros do antigo regime procurados pelos EUA não foram capturados e outros estão à espera de julgamento.

O único alto responsável do regime de Saddam Hussein que tinha sido colocado em liberdade até agora era o ex-presidente do Parlamento, o xiita Saadun Hammadi.

A libertação dos membros do antigo regime ocorre quatro dias após a realização das eleições parlamentares que concluíram o processo de transição traçado pelos EUA.

No domingo, o vice-presidente americano, Dick Cheney, fez uma visita inesperada ao Iraque, a primeira desde que viajou ao país em 1991, e elogiou o andamento das eleições.




Fonte: Agência EFE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/329892/visualizar/