Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Politica MT
Sábado - 01 de Dezembro de 2012 às 11:39
Por: KAMILA ARRUDA

    Imprimir


O prefeito eleito de Várzea Grande, deputado estadual Wallace Guimarães (PMDB), garante ter conseguido R$ 30 milhões em emendas parlamentares federais para investimentos na “cidade industrial”. O peemedebista esteve reunido com integrantes da bancada de Mato Grosso esta semana em Brasília. Wallace ainda está na expectativa deste montante aumentar.

O deputado federal Júlio Campos (DEM) é quem se comprometeu a repassar o maior valor para o município. De acordo com Wallace, o democrata garantiu o empenho de R$ 18 milhões. “O Júlio falou que vai nos repassar cerca de R$ 18 milhões em emendas individuais dele para serem investidos no setor de água de Várzea Grande”.

Além dele, os deputados estaduais Valtenir Pereira (PSB) e Eliene Lima (PSD) também afirmaram que o município será contemplado por suas emendas.

“O deputado Valtenir nos garantiu R$ 12 milhões para a construção de oito creches, ao custo de R$ 1,4 milhão cada. O deputado Eliene disse que vai empenhar R$ 5 milhões para fazer a pavimentação de uma avenida que liga o Conselho Jurídico à Universidade Federal. O deputado Bezerra não especificou o valor, mas com certeza também irá ajudar nosso município”.

Segundo Wallace, outros encontros com a bancada federal devem acontecer até o dia da diplomação. O peemedebista espera que os demais deputados e senadores também colaborem.

O parlamentar afirma que a ausência de certidão negativa, por conta das altas dívidas que o município possui, não compromete a vinda de recursos por meio de emendas parlamentares para investimentos em Educação, Saúde, Assistência Social e o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Apesar disso, a expectativa do peemedebista é de que até abril do próximo ano Várzea Grande esteja com situação regular. “Dia 14 de novembro foi aprovada uma medida provisória que tem por objetivo renegociar a dívida da cidade com o INSS, que hoje é o principal motivo da nossa inadimplência. Isso, somado ao enxugamento que pretendemos fazer e também ao aumento de receita, ajudará a sair da inadimplência, acredito, até março ou abril”.

Além disso, o prefeito eleito também pediu ajuda da bancada federal para a liberação de recursos previstos em projetos do governo federal.

“Fomos até lá em busca de investimentos para a cidade e pedir maior compromisso com Várzea Grande, principalmente na gestão. Queremos que eles pleiteiem junto aos ministérios a liberação de recursos que temos presos lá”.

O parlamentar conta que tem mais de R$ 500 milhões bloqueados no Ministério das Cidades, sendo R$ 400 milhões referentes à segunda fase do PAC e R$ 111 milhões do PAC da Mobilidade.

“Pedimos para que eles possam estar fazendo gestão, para que nossos recursos possam vir a ser liberados”.




Fonte: do dc

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/34939/visualizar/