Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Politica MT
Sábado - 01 de Dezembro de 2012 às 03:40
Por: Jonas da Silva

    Imprimir


O novo prefeito de Cuiabá, empresário Mauro Mendes (PSB), quer modernizar, com tecnologia e novo lay-out na estrutura física da Prefeitura de Cuiabá, e se for o caso, construir uma nova sede.

Além da prioridade número zero que tem repetido para a saúde, ele também quer servidores mais qualificados e motivados para dar conta de prestar serviço ao cidadão. O novo prefeito entende que a condição é essencial para se fazer uma boa gestão.

"Precisamos começar um trabalho de modernização da gestão pública, talvez com a possibilidade de construção até de um novo paço municipal", sugere. Ele não sabe onde seria ainda e não tem valores.

"Hoje nós temos a gestão muito precária, a infraestrutura está precária. As secretarias estão descentralizadas, o prédio do Paláco Alencastro não oferece as melhores condições para que você implemente um conceito de gestão pública moderna", atesta os motivos.

Ele diz haver espaço melhorar muito a gestão pública. Para tanto, observa, há na prefeitura "valorosos servidores" que estão dispostos a fazer mudanças.

Mauro diz não temer o choque que terá ao iniciar a administração pública, cujo o ritmo de procedimentos e processos é mais lento do setor empresarial onde sempre atuou.

Ele afirma que nos últimos seis anos, como dirigente do Senai e do Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), acompanhou as transformações no setor público e que, as organizações são fiscalizadas. "A Fiemt, o Senai, têm que seguir normas do TCU (Tribunal de Contas da União). Não é sistema público, mas é um bom período de transição. Na prefeitura, tenho que fazer o que é legal".

Servidores e equipe

Mauro compara os servidores públicos da prefeitura como soldados que vão para a guerra: têm que estar capacitados, ter ambiente adequado com estratégia, equipamentos para o combate e serem motivados.

"Não dá para enfrentar a guerra que tem lá fora, para resolver problemas da cidade, se nosso exército, o servidor público, está desmotivado, desqualificado e não preparado, trabalhando em ambiente inadeqaudo, sem tecnologia correta", expõe ideia que pretende dos seus futuros comandados servidores.

Mas a sua equipe, dá a dica, será formada de "pessoas competentes que terão peso diferenciado". Mauro descarta "olhar a cor partidária" para escolher auxiliares. E mais: reforça que o peso do partido em número de vereadores "não será critério para formar o secretariado".

"Se você não tem um servidor público preparado, motivado, dificilmente vamos entregar na ponta para o cidadão serviços de qualidade", aposta.

Ele afirma que talvez equipar a máquina com algo mais eficiente é o grande legado que poderá deixar para os próximos anos. "É preciso mudar o conceito de gestão, informatizar a prefeitura, deixar melhor o local de trabalho", argumenta. "A gestão precisa se modernizar. A retaguarda para você atingir a atividade finalística é extremamente importante".






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/34967/visualizar/