Repórter News - www.reporternews.com.br
Economia
Terça - 27 de Abril de 2004 às 11:38
Por: Elaine Cotta

    Imprimir


A decisão final sobre para qual empresa será vendida a Embratel será da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). A afirmação é do superintendente de Serviços Privados da Agência, Jarbas Valente.

Segundo ele, independentemente do que vai decidir a Corte de Falências de Nova York hoje, "a palavra final" será do órgão regulador brasileiro.

"No momento certo, a Anatel vai se pronunciar e tomar as medidas necessárias. Tudo será analisado, já que o nosso objetivo será decidir em prol do usuário e da competição", disse.

Valente não quis comentar qual das duas principais concorrentes --Telmex e Calais-- teriam mais chances de ter a proposta aprovada pela Anatel. De acordo com ele, por enquanto, a única oferta oficial encaminhada à Agência foi a da Telmex, que já fechou o contrato de intenção de compra com a MCI, controladora da Embratel.

A Corte de Falências de Nova York divulga hoje quem será autorizado a comprar a companhia.

A disputa fez, inclusive, com que o consórcio Calais aumentasse por três vezes o valor da garantia para a compra.

A Telmex também elevou a sua oferta dos US$ 360 milhões iniciais para US$ 400 milhões.

Caso a oferta da Telmex seja a escolhida pelo tribunal dos EUA, a decisão da Anatel deve ser anunciada em até 60 dias.

"Esse é o prazo que se gasta nesses casos, sendo que não está descartada a possibilidade de adiamentos ou adiantamentos", aponta Valente.

O superintendente disse ainda que o futuro da Star One, que é a empresa de satélites da Embratel, será fundamental para a análise e aprovação da operação pela Anatel.

Isso porque a Star One é a companhia que controla a transmissão de dados das Forças Armadas brasileiras e é considerada pelo governo como estratégica.




Fonte: Folha Online

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/384772/visualizar/