Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Politica Brasil
Sexta - 05 de Março de 2004 às 10:32

    Imprimir


A unidade de oito partidos de centro-esquerda, em Várzea Grande, (PDT, PSTU, PMN, PRP, PAN, PTN, PRONA e PT do B) começa a resultar em ações políticas práticas. Denominado “Movimento da Mudança”, o grupo em reunião nesta sexta-feira (5), no escritório político do empresário e jornalista Maksuês Leite (PDT), pré-candidato a prefeito, elaborou uma agenda de manifestações públicas para o primeiro semestre deste ano.

Na reunião de hoje, os dirigentes partidários escolheram datas estratégicas para a realização dos eventos. O primeiro ato será no dia 15 de março, às 9h00, no trevo do zero quilômetro, quando os oito partidos promovem o manifesto “Ética na Política Já!”. “Vamos as ruas para pedir o fim da compra de votos, corrupção e falta de ética na política brasileira. Precisamos mudar os velhos e viciados conceitos eleitorais”, argumento Maksuês Leite.

Neste encontro, militantes, pré-candidatos a vereador e a prefeito dos oito partidos estarão fazendo a entrega de panfletos informativos, cobrando ética e honestidade na política para motoristas e pedestres da cidade. “Nós temos que expressar as nossas idéias, pois não podemos, simplesmente, acatar as ordens dos coronéis da política local. Não podemos permitir, que no futuro, os nossos netos digam que não fizemos nada para promover a mudança e a renovação na nossa cidade”, disse Adão Barbosa, vice-presidente regional do PMN.

Já no dia 21 de abril, data em que marca a morte do líder da independência do Brasil, Tiradentes, o “Movimento da Mudança” retorna às ruas para realizar um ato público pela “Liberdade Política de Várzea Grande”. Este evento está programado para acontecer na região central do grande Cristo Rei. “Somos livres e este manifesto irá mostrar, na prática, a nossa liberdade política”, garantiu a professora Hulda Prado, pré-candidata à prefeita pelo PRP.

As atividades públicas do grupo, que antecedem as convenções municipais, no mês de junho, prevêem ainda uma manifestação popular na área central do município. No dia 13 de maio, a militância dos oito partidos voltam as ruas para lembrar, com protestos, o aniversário de Várzea Grande, que ocorre no dia 15 de maio, e, celebrar também a abolição da escravatura no Brasil. “Temos o que comemorar nestas datas de cidadania? O negro é valorizado? A nossa cidade é a que queremos?”, finalizou Mauro Andrade, presidente municipal do PMN.




Fonte: Da Assessoria

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/387376/visualizar/