Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Esportes
Terça - 02 de Março de 2004 às 17:17

    Imprimir


A decisão do Comitê Disciplinar da Uefa, entidade que comanda o futebol europeu, de suspender o lateral-esquerdo brasileiro Roberto Carlos, do Real Madrid, por dois jogos por ter agredido um jogador do Bayern de Munique em partida de ida da Copa dos Campeões (empate por 1 a 1, semana passada), revoltou os espanhóis.

A punição se baseou nas imagens da televisão (após receber uma entrada forte, Roberto Carlos atingiu o jogador do Bayern sem bola), porque o árbitro não percebeu a jogada.

Nesta terça-feira, o ex-jogador Emílio Butragueño, diretor esportivo do Real Madrid, criticou a decisão da Uefa. "Acho perigoso para um comitê corrigir decisões que deveriam ser tomadas pelos árbitros", analisou.

Roberto Carlos preferiu ser diplomático. "É melhor não dizer nada, pelo menos até a apelação. Mas a verdade é que fiquei irritado com esta situação", lamentou o jogador.

O também brasileiro Zé Roberto, companheiro de Roberto Carlos na seleção brasileira e jogador do Bayern de Munique, disse que as chances de sua equipe passar à próxima fase da Copa dos Campeões aumentaram com a saída de Roberto Carlos.

"É uma ótima notícia para nós, e péssima para Roberto. Ele é uma lateral muito forte no apoio e essa decisão da Uefa nos deu um grande incentivo", disse.

A diretoria do Real Madrid tem até a próxima quinta-feira para apelar da punição. O jogo de volta contra o Bayern será na próxima semana, na cidade de Madri.




Fonte: Folha Online

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/387500/visualizar/