Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Copa 2014
Quinta - 26 de Junho de 2014 às 07:36

    Imprimir


O calote de uma agência de turismo da Colômbia obrigou a Fifa e o governo de Mato Grosso a montarem uma operação de emergência para fornecer hospedagem a cerca de 600 torcedores que desembarcaram em Cuiabá na segunda-feira (23).

A agência, cujo nome não foi divulgado, faz parte da lista de empresas credenciadas para o evento. Os pacotes vendidos previam reservas em hotéis que nunca foram confirmadas.

"A empresa não pagou os hotéis e as reservas não existiam", relatou Luiz Possas de Carvalho, secretário de Justiça em MT.

"A empresa não pagou os hotéis e as reservas não existiam, relatou Luiz Possas de Carvalho, secretário de Justiça em MT"

As estimativas do governo indicam que mais de 20 mil torcedores colombianos vieram a Cuiabá para assistir ao jogo de sua seleção contra o Japão, na Arena Pantanal.

Como já haviam sido relatados problemas semelhantes envolvendo a mesma empresa nos jogos da Colômbia em Belo Horizonte e Brasília, o secretário disse que os torcedores lesados foram atendidos ainda no aeroporto.

"Sabendo que o golpe era o mesmo, tivemos que nos mobilizar para contornar a situação", contou o secretário.

Com os hotéis lotados em Cuiabá e na vizinha Várzea Grande, a alternativa encontrada foi contratar vagas em estabelecimentos de Rondonópolis (a 220 km da capital) e Primavera do Leste (a 237 km).

Os torcedores receberam também o traslado de ida e volta até o estádio. Por se tratar de uma agência credenciada, disse Carvalho, todo o custo da operação foi bancado pela Fifa.

A reportagem tentou contato com a assessoria de imprensa da Fifa por telefone e e-mail, mas não houve resposta até a publicação desta reportagem.





Fonte: Mídia News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/397798/visualizar/