Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Policia MT
Sexta - 06 de Fevereiro de 2015 às 11:13

    Imprimir


O motorista particular Elcio Tomaz Machado, de 41 anos, que trabalha para o secretário-adjunto de Segurança Pública, Fábio Galindo, foi preso na noite desta quinta-feira (5), por volta das 22 horas, acusado de porte ilegal de arma e de ameaça.

Machado estava com uma pistola ponto 40, de uso restrito da polícia, e, segundo o boletim de ocorrência registrado, ele teria ameaçado uma operadora de caixa do supermercado Big Lar, na avenida Miguel Sutil, no bairro Santa Rosa.

Segundo o boletim de ocorrência nº 2015.36578, ele teria mostrado a arma para a caixa do supermercado, dizendo que ela sairia com ele do local, "de qualquer jeito”.

Assustada, a moça avisou o gerente do estabelecimento, que acionou a Polícia Militar.

A operadora de caixa afirmou à polícia que o motorista perguntou o preço de uma cerveja. Em seguida, pagou pelo produto e, ao receber o troco, o motorista quis saber o seu nome, e que horas ela sairia do supermercado.

A funcionária do Big Lar, então, se identificou e disse que saía à meia-noite. Em seguida, Elcio Tomaz Machado quis saber o bairro onde a moça reside.

Ela respondeu que não era longe, e que um veículo da empresa a deixaria em casa.

Na sequência, segundo o boletim de ocorrência, o motorista teria levantado a camisa, deixando a pistola à mostra.

“Você vai embora comigo, entendeu? Vai embora comigo”, teria dito Machado. Uma colega da funcionária que estava ao lado pediu para que ele se acalmasse.

Ao ver a movimentação provocada pela denúncia da operadora de caixa, o motorista saiu do local, mas as câmeras do circuito interno de segurança mostraram o momento em que ele retornou ao estacionamento, onde foi preso.

Sem fiança

Na verificação do carro, uma Toyota Hilux, pertencente ao secretário Fábio Galindo, os policiais apreenderam a pistola de uso restrito.

Até então, o motorista não havia se identificado.

Ele se identificou ao chegar no Plantão Metropolitano da Capital, onde teria estranhado o fato dos policiais terem revistado a carro sem autorização de Fábio Galindo.

O motorista chegou a mostrar um registro de uma pistola 380mm, mas os policiais verificaram que o documento era de outra arma.

Por se tratar de arma de uso restrito, o delegado plantonista explicou que não houve possibilidade de se arbitrar o pagamento de fiança.

Elcio Tomaz Machado deve ser levado para uma unidade prisional da Grande Cuiabá.





Fonte: Mídia News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/408222/visualizar/