Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Cidades/Geral
Segunda - 19 de Abril de 2021 às 09:52
Por: Por Olívia Pires, TV Centro América

    Imprimir


Lorrandra, de 5 anos, e Isis, de 6 anos, morreram em um incêndio enquanto dormiam no quarto delas — Foto: Arquivo pessoal
Lorrandra, de 5 anos, e Isis, de 6 anos, morreram em um incêndio enquanto dormiam no quarto delas — Foto: Arquivo pessoal

A mãe das meninas Lorrandra, de 5 anos, e Isis, de 6 anos, que morreram em um incêndio em Cuiabá nesse domingo (18), enquanto dormiam no quarto delas, diz que as córneas das filhas foram doadas para outras crianças.

"Eu quero que elas enxerguem o mundo em um corpo de uma criança. Pelo menos, eu sinto que elas estão ali, olhando para o mundo", relata Elenilza Gomes.

Elenilza e o marido, Horácio Mendes, encontraram as filhas já sem vida após o incidente.

"Eu pulei da cama, já corri, entrei no quarto delas e me deparei com a cama da Isis queimada e as duas deitada na cama da Lorrandra", conta a mãe.

As irmãs estavam dormindo no quarto em que dividiam, na casa delas no Bairro Cinturão Verde, em Cuiabá. O fogo começou durante a madrugada.

As irmãs foram encontradas dormindo abraçadas na cama da menor, que não estava queimada — Foto: Divulgação

As irmãs foram encontradas dormindo abraçadas na cama da menor, que não estava queimada — Foto: Divulgação

Estavam todos dormindo no momento do incidente.

Os pais das meninas acordaram com o cheiro de fumaça na casa e foram até o quarto das crianças. Ao chegar lá, encontraram as duas ainda deitadas na cama, mas imóveis.

"Eu senti um cheiro de queimado estranho. Fui bater na porta das crianças e vi a tragédia. A cama da mais velha estava queimada. Encontrei as duas abraçadas na cama da menor", relata o pai.
A cama da Isis, de 6 anos, ficou destruída — Foto: Arquivo pessoal

A cama da Isis, de 6 anos, ficou destruída — Foto: Arquivo pessoal

Eles retiraram as filhas do cômodo e levaram para a sala. Em seguida, acionaram o Serviço de Assistência Móvel de Urgência (Samu).

"tirei as duas de lá e deitei elas no tapete para tentar reanimá-las, mas não tinha mais jeito", conta a mãe.

Os médicos chegaram na casa e constataram o óbito das irmãs, que, inicialmente, morreram intoxicadas com a fumaça. As crianças apresentavam também pequenas queimaduras pelo corpo.

A mãe faz um apelo.

"Que [as pessoas] não facilitem com as crianças perto de ventilador como eu facilitei. Dormi e acordei sem elas", lamenta.

A Polícia Civil e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foram até o local para atender a ocorrência.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas no momento em que foi chamado não havia mais chamas para serem controladas. Ainda não se sabe a causa do fogo.

O laudo da necropsia ficará pronto em dez dias e a perícia irá determinar a causa do incêndio.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/442237/visualizar/