Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Esportes
Quarta - 02 de Maio de 2012 às 19:14
Por: THIAGO BRAGA

    Imprimir


Em tarde inspirada de Messi, que anotou três gols, chegou aos 68 na temporada e ultrapassou o alemão Gerd Müller como o recordista de tentos em uma só temporada na Europa, o Barcelona venceu tranquilamente o Málaga, em casa, por 4 a 1, e pelo menos não deu o gostinho de ceder o título do Campeonato Espanhol para o Real Madrid. Os merengues jogam contra o Athletic Bilbao, precisando só de um triunfo para levantar a taça nesta rodada.

Messi também chegou ao gol de 46 no torneio e assumiu a liderança da artilharia

  Manu Fernandez/Associated Press  
Lionel Messi dá um toque para tirar do goleiro e marcar mais um gol
Lionel Messi dá um toque para tirar do goleiro e marcar mais um gol

Com o revés, o Málaga empacou nos 55 pontos e na classificação, além de perder a terceira posição, mas ainda está na zona de classificação para a próxima Copa dos Campeões.

Em sua penúltima partida no Camp Nou no comando do Barcelona, Pep Guardiola foi ovacionado pela torcida catalã. Em sua primeira saída do banco de reservas para passar instruções, teve seu nome gritado pela torcida. Mas, apesar do componente emocional da partida e da busca pessoal de Messi, o Málaga começou melhor.

Aproveitando a instabilidade do Barcelona, os visitantes acertaram uma bola na trave de Pinto, uma surpresa de Guardiola, que jogou no lugar de Valdés.

Mas pouco depois Puyol abriu o placar após cobrança de escanteio, aos 13min. Só que se engana quem pensa que a goleada se deu a partir do primeiro gol.

O Málaga, uma das surpresas do torneio, voltou a carga atrás do empate, e o conseguiu aos 26min quando Gámez cruzou e Rondón se antecipou a Puyol para empatar o jogo.

Só que antes do fim do primeiro tempo Messi começou o seu show e converteu pênalti sofrido por Iniesta para recolocar os donos da casa na frente.

Na volta para o segundo tempo, o Barcelona se mostrou com muito mais vontade de decidir o jogo logo. E foi o que aconteceu. Antes dos 20min, a fatura já estava liquidada. Primeiro Messi sofreu e converteu outra penalidade.

Depois, Iniesta lançou Messi, que se livrou do zagueiro, encobriu o arqueiro Kameni e tocou para o fundo das redes para marcar um golaço, o que lhe deu o recorde de gols em uma mesma temporada, 68, que antes pertencia ao alemão Gerd Müller, que anotou 67 na temporada 72/73.

A partir daí o que se viu foi uma grande festa da torcida catalã, que saudava Guardiola sempre que podia e exaltava Messi, Iniesta e Puyol, especialmente.

  Lluis Gene/France Presse  
 Josep Guardiola e o seu assistente, Tito Vilanova, que assumirá o Barça em seu lugar
Josep Guardiola e o seu assistente, Tito Vilanova, que assumirá o Barça em seu lugar

 






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/52936/visualizar/